ColunistasDesenvolvimento InteriorVida Plena

Esteja no presente: saboreie o momento!

“Se você viver no passado ou no futuro, você vai perder o momento.”–Rumi



Você pode  relembrar do passado e sonhar com o futuro, mas a única vez em que você experimenta a vida é agora. Saborear esse momento é de extrema importância, pois a medida em que focamos no passado ou no futuro, o presente fica disperso e assim desperdiçamos a vida.

Pesquisas mostram que somos ruins em prever o que vai nos fazer felizes no futuro e enviesados ​​para o negativo com a tendência natural de nos lembrar o que deu errado no passado. Nós podemos aprender a saborear o momento e, assim, aprendermos a saborear a vida.

Durante as atividades diárias é muito comum estarmos sempre um passo à frente – ou atrás – nos pensamentos, o que nos tira da observação consciente do que se passa ao nosso redor e sobre aquilo com que estamos a lidar. Nesse aspecto, o exercício de estar no presente supõe uma pequena vigilância aos pensamentos, buscando sempre trazê-los para as ações que estão a ser praticadas em um determinado momento.



Como podemos fazer isso?

Uma forma de saborear um momento pode ser, por exemplo, ativando mais conscientemente os cinco sentidos.

Enquanto você lê, observe o que você está vendo… as letras, a tela, o que está em sua visão periférica. Pode desviar o olhar da tela do computador e olhar em outra direção buscando ver as coisas com uma atenção maior, perceber mais detalhes, quem sabe olhar para um colega com um olhar mais atento ou para um detalhe na mobília que antes nunca parou para reparar. Olhe a volta com olhos de ver.


Que sons que você ouve? Talvez você ouça o zumbido da geladeira ou o barulho da obra na casa do vizinho, o barulho da flauta sendo tocada pelo seu filho. Caso esteja a ouvir música, concentre-se realmente nela, na melodia, na voz do cantor.

Do que você sente o cheiro? Perfume, o almoço de um colega de trabalho, ou talvez a ausência de cheiro completamente?

Que gosto você sente? A sensação de café persistente na boca, pastilha elástica de hortelã ou pasta de dentes, ou apenas uma boca suave, com uma sensação de não gosto?

No que você a está a tocar? São as suas mãos sobre o mouse ou o teclado liso ou descansando sobre o tecido macio de suas calças? Sinta a textura da roupa sobre a pele, a sensação do corpo sobre a cadeira o entrar e sair do ar enquanto respira. Espreguice-se e sinta a sensações que isso provoca em si.


Essas são pequenas ações que fazemos a todo o momento, seja voluntariamente ou não, mas que quando feitas desta perspectiva elas nos levam a perceber que muito se passa em nós e fora de nós que não vemos porque estamos demasiado perdidos em pensamentos sobre o passado ou sobre o futuro.

“Aonde quer que você esteja, esteja por inteiro.” –Eckhart Tolle

Saborear o momento é uma maneira de estar no presente e é perfeitamente possível de ser experienciado. Isso não é apenas um termo filosófico difícil de viver na prática, como alguns podem até julgar.

Existem muitas outras maneiras de saborear o momento e você pode perfeitamente encontrar a sua. O mais importante é perceber que, entre o ontem e o amanhã, que povoam persistentemente os nossos pensamentos, existe um hoje acontecendo exatamente aqui e agora, que não deve ser – de maneira alguma – desperdiçado.


_______

Este artigo foi inspirado no texto Savor the Moment postado no The Huffington Post pela CEO e cofundadora doWholebeing InstituteMegan McDonough.

8 coisas que você só pode aprender chegando aos 40:

Artigo Anterior

Você está sempre sem tempo? qual a diferença entre as pessoas produtivas e as pessoas ocupadas?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.