A felicidade é individual! cada um é feliz de um jeito, de uma forma, a sua maneira.

5min. de leitura

Ser feliz é descobrir-se individualmente e ser feliz independente do local, pessoas, momento ou situação. A felicidade é individual, é opcional. A felicidade não se compra, constrói-se.

Ela é individual porque cada um é feliz de um jeito, de uma forma, a sua maneira. É opcional porque é a gente que decide ser feliz ou infeliz, lutar ou se entregar, caminhar ou ficar, vencer ou perder.



A felicidade pode ser conquistada, construída, buscada, planejada. Ela é para os que separam o joio do trigo, e vivem um dia de cada vez. É para os pacientes que sabem que para tudo tem um tempo e que depois das chuvas e tempestades o sol brilhará. Que depois dos dias ruins, os bons chegarão.

É para os que não se juntaram aos que ficaram e partirão com os que acreditam. A vida vai nos mostrar com o tempo, através das experiências, que a felicidade está nas pequenas coisas. Na simplicidade, na caridade, na gratuidade, na paz, na tranquilidade.

Construímos a felicidade aos poucos quando: observamos nossos erros. Brigamos pelos nossos direitos, matamos um leão a cada dia e aprendemos que ela é para os que sofrem nas batalhas e nas guerras e optam pela paz. Para os que trabalham e se esforçam, fazendo por onde progredir, respeitando os limites dos outros e sabendo onde terminam os seus.


A felicidade está em cada manhã que renasce, nas flores que alegram nossos campos, nas borboletas que colorem nossas vidas. Nas amizades verdadeiras, na alegria do encontro, no companheirismo, na solidariedade. 

O seu dinheiro, os seus bens, seus carros, suas joias são frutos do seu trabalho, vão fazê-lo bem-sucedido, mas não preencherão o seu vazio, nem satisfarão o seu ego e lhe trarão paz. Quanto mais se tem, mais se quer, somando a isso insatisfação, desolação, depressão, e a ingratidão.

É importante ser feliz ao seu modo, fazer e comprar o que gosta desde que a moderação, a dignidade, a integridade e o respeito se façam presentes nos seus dias e nos seus atos. O nosso verdadeiro prazer está em viver saudáveis e de bem com a vida.

Nada como beber água na fonte da vida, brilhar nas investidas, juntar-se aos amigos e festejar, dançar, cantar, passear, comemorar, compartilhar. Ter liberdade, ser confiante, tolerante, amante ou galante, o importante é ser simpatizante. Não se deixar abalar, faça por descomplicar e tudo vivenciar. A forma de vencer os dias difíceis é não dar a eles maior importância do que realmente têm. É esquecendo, ignorando, mudando o pensamento para o lado bom, o que nos traz alegria, satisfação, positivismo.


Faça uma experiência. Mude o pensamento e concentre-se em um livro, um filme, um exercício, conversar com alguém, fazer uma caminhada. Você vai perceber que o que não está em seu pensamento não lhe faz falta. Os que correm na frente, não ficaram para trás. Não se baseie na felicidade dos outros, muitos vivem de aparências.

No fundo todos nós temos problemas, aflições e não somos perfeitos. Os altos e baixos são momentâneos e passam. Sua felicidade está na sua positividade e na naturalidade. Está no que é eterno e não no que é passageiro e perecível. Está nos seus bons atos, no pão repartido, no perdão concedido, no amor correspondido.

Felicidade é não seguir o conselho dos ímpios, guardar a boca do profano, a língua da maldade e os lábios da falsidade. Se dentre vós há alguém que sofre, que ore; e se há alguém feliz, que louve!

__________

Direitos autorais da imagem de capa: mimagephotography / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.