A intuição é o alfabeto do universo, e eu continuo escutando o vento, falando com as estrelas…

6min. de leitura

E ali estava eu em mais uma encruzilhada, permitindo-me parar e pensar em que direção seguir. Olhei para o sol que já se preparava para dar lugar a dona lua e percebi que não podia ficar ali por muito tempo ou jamais sairia do lugar.



Sabia que tinha que refletir bastante sobre a escolha tomada e tinha certeza que, dado o primeiro passo, deveria esquecer definitivamente aquela encruzilhada. Caso contrário correria o risco de ficar sendo torturado pelos meus medos e pensamentos que seriam inúteis perguntas, tais como: “Escolhi o caminho certo?”

Eu? Eu estava em processo e naquele momento já havia aprendido a escutar meu coração e dar a devida importância a minha intuição (antes de executar qualquer movimento), tinha a nítida certeza de que se escutasse o meu coração e acreditasse em minha intuição, eu estaria no caminho certo!

Talvez todo esse impasse na beira do caminho tenha sido dado no eterno conflito de nós seres humanos que é travada pela batalha: Eu x Meu Coração x Opiniões alheias – Dando a certeza que temos que nos contentar com as regras impostas, inclusive para amar. Com frases: “Este amor é impossível!”, “Contente-se assim e está bom, pois as coisas são assim mesmo”, e outras frases do gênero comum a todos.

Uma coisa eu digo: para mim nunca existiu amor impossível, nunca me deixei intimidar pelo silêncio, pela indiferença ou pela rejeição.

Durante minha última caminhada aprendi que atrás da máscara de gelo que as pessoas usam, existe um coração de fogo. Talvez seja por isso que me arrisco mais que os outros e busco incessantemente o amor, não me deixando assustar quando, verdadeiramente, busco o que preciso. Tenho certeza de que sem amor eu não sou nada.


Sei que mesmo assim, muitas pessoas ainda acabam destilando seus preconceitos dizendo: “Está louco, vive em um mundo fantasioso confiando em coisas que não tem lógica!”

Juro, que antes eu me preocupava com estes impertinentes comentários, hoje não mais me atingem, pois tenho a certeza que a intuição é o alfabeto do universo, e continuo escutando o vento, falando com as estrelas, buscando ser realmente feliz.

É óbvio que muitas das coisas faladas, pensadas, serão injustas. Estas continuarão, constantemente, acontecendo. Muitas vezes, durante esta caminhada, eu me vi em situações as quais tenho certeza de que não merecia, geralmente em momentos os quais não tinha condições de me defender.


E foi justamente nestas horas em que fiquei em silêncio. Não gastei energia em palavras (afinal de contas elas não podem fazer nada), percebi que era melhor usar as forças para resistir, tendo paciência e tendo a certeza ALGUÉM estava olhando e me dando justamente o que necessitava: TEMPO.

Tendo a certeza de que tudo (cedo ou tarde), voltaria a trabalhar a meu favor.

Sendo assim, com absoluta certeza, assumo perante vocês queridos, a minha Lenda Pessoal – a razão da minha vida. Sei que alguns podem pensar ou dizer (como já ouvi) – “Olhem, a fé dele é inabalável!”

Fico orgulhoso por alguns momentos, e logo eu me sinto envergonhado porque não tenho a fé que demonstro. É quando ouço uma voz que sussurra em meu pensamento: ” Você é apenas um instrumento de luz. Não há motivos para ficar orgulhoso e nem se sentir culpado; há motivo apenas para cumprir seu destino” Instantaneamente fico tranquilo, seguro, consciente e tenho a certeza que todos (de algum modo), somos instrumentos.

Com tudo isso, e os problemas? Continuam?

Sim! Todos nós temos problemas, que precisam ser encarados, sendo assim – Por que não fazer isso hoje? Parar. Pensar. Eventualmente sofrer um pouco. Mas, no final, entender quem somos, o que sentimos, o que estamos fazendo aqui neste momento ao invés de querer ficar determinando a “Agenda da Vida”?!

Afinal, nada, absolutamente NADA neste mundo é dado de presente, as lições mais importantes são sempre aprendidas com muito esforço e dificuldade. Sendo assim que tal não se desesperar, desgastar, perder tempo culpando os outros, perder tempo criando fantasmas ou histórias fantasiosas. Afinal, em cada gesto desses que aplicamos estão as responsabilidades de nossas escolhas. Nossas vidas (minha, sua), são lutas constantes, e os desafios?

Os desafios não são bons ou ruins, são apenas desafios…

O sol baixou… Vou voltar a caminhar até a próxima montanha…

Nós nos veremos em breve.

Paz, amor, harmonia e coragem.

Jr. Pereira
___________

Direitos autorais da imagem de capa: allexxandar / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.