ColunistasLei da Atração

Lei da atração – não se obrigue a ser feliz o tempo todo!

Quando tomamos conhecimento da fantástica Lei Da Atração, nós nos deparamos com a escala vibracional ou escala emocional.



Baseado nesta escala encontramos centenas de materiais, livros, artigos, vídeos, etc. que mostram o quão importante é o bem-estar para manifestação de desejos, o quão é fundamental é vibrarmos a maior parte do tempo nas frequências elevadas. Como estamos falando de Lei Da Atração é óbvio que bem-estar trará bem-estar, contentamento atrairá situações que proporcionam contentamento, e como sempre desejamos algo porque acreditamos que ao ter aquele algo seremos mais felizes então cria-se erradamente a necessidade de estar feliz para manifestar o que deseja.

Como é necessário estar sempre feliz passa-se a ignorar, esconder, camuflar sentimentos negativos, tais como tristeza, dor, raiva, entre outros. Ora, qualquer sentimento distante da felicidade te colocaria um pouco mais distante da manifestação do seu desejo, não? É esse o impasse que muitos cometem, a negligência do seu real sentimento.

Ficarmos felizes, para que aquilo que tanto desejamos, se manifeste, porém será que estamos realmente felizes? Seria essa uma vibração verdadeira? Nossa energia realmente é de bem-estar?


É evidente que não.

A felicidade é traçada tal como uma obrigação, uma moeda de troca para a criação intencional: “eu feliz e o Universo me dá o que eu quero”. E o que acontece com os reais sentimentos? Para onde vai a dor, a tristeza, a raiva quando ignoradas? Elas não vão a lugar algum, ficam ali, vibrando na pessoa. Não é de se surpreender do porquê muitos dos desejos não se manifestam.

Para vibrar no verdadeiro bem-estar faz-se preciso ser honesto consigo mesmo, aceitar os reais sentimentos para, que se negativos, possa-se transcendê-los. Está tudo bem se estiver triste, com raiva, com dor, em desespero… somos seres humanos, nós sentimos tudo, você não estará atrasando ou bloqueando a realização dos seus desejos por isso.. Esses sentimentos não vão embora enquanto ignorados, e isso sim atrapalharia a criação intencional. É preciso olhar para eles e aceita-los para que se possa adentrar ou retornar ao fluxo do bem-estar.

O bem-estar é uma sensação maravilhosa, surpreendente onde toda a sensação de amargura, necessidade, frustração, incapacidade e impotência é esquecida, é quando se começa a apreciar as coisas, a vida exatamente como ela está.


Não se cobre tanto, você não tem que estar feliz o tempo todo, seja honesto consigo mesmo, com seus sentimentos, que a real felicidade vem.

Veja mais no vídeo abaixo:

 ____________

Direitos autorais da imagem de capa: vladimirfloyd / 123RF Imagens


Você é feliz ou finge ser?

Artigo Anterior

O uso de cristais potencializadores de purificação e amplificação de energia:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.