5min. de leitura

A liberdade contemplando a vida…

Muitas vezes, a liberdade está distante das pessoas. A maioria não sabe a força da simplicidade, momentos de harmonia com sua alma e sentir isto no íntimo do seu ser, podemos expressar os sentimentos sem culpa ou intenções, pois a liberdade está no ar que respiramos.



Assim, neste contexto, a liberdade limpa a aspereza do coração, a energia liberada faz levitar a vida, a gratidão dos bons momentos é fácil sentir, mas quando falamos dos momentos difíceis? O que sentimos então?

Qual é o sentimento? Qual é o sentido da vida? O que aprendemos então? Mais um peso ou uma libertação da alma? Ou sendo uma conquista pela missão que viemos aqui cumprir, e libertar-se dos erros desta ou de outras vidas que já tivemos, o entusiasmo explica a libertação dos defeitos que já corrigimos até o momento, que contagia os sublimes sentimentos de liberdade.

Neste contexto, fazer uma caminhada em sintonia com a natureza, para sentir como é livre o vento a percorrer seu curso, sem saber onde chega, os pássaros a cantar apenas curtindo a liberdade e o mundo a seu dispor, contagiando a alegria de viver.

Neste olhar mais amplo, podemos nos deparar com pessoas preocupadas, estressadas, aflitas com os apegos e o tempo que virá no amanhã, esquecendo deste mundo maravilhoso que é tão belo e não conseguindo agraciá-lo.


Assim, somando ao nosso projeto de vida uma grande lição, que tudo foi criado no esplendor divino e para a contemplação e evolução, a maioria das pessoas está desperdiçando o tempo presente com sentimentos e emoções sem sentido, e querendo provar certos valores que apenas confortam o momento, sendo dada a importância a razão, teimosia, rancores, apegos, desprezos e…

Porém, degradando o sentimento que flui do coração de quem nos ama, de quem está sempre presente em nosso viver, aprisionando o convívio, sufocando as relações de afeto e amor.

É maravilhoso saber que a força da simplicidade surge nos verdadeiros sentimentos, ações que despertam a razão da vida, livre das influências deste mundo.

E muitos de nós agimos influenciados por algo criado pelo homem, mídia, jornais, novelas, internet, etc… Esquecendo então do íntimo e da verdadeira necessidade que está dentro da alma.


O motivo maior da vinda aqui na terra, é libertar-se dos apegos deste mundo, sabe-se de que como é lindo você sorrir sem motivos, apenas pela vida que corre em sua direção, e que a experiência desta vida sirva de libertação dos erros que cometemos no passado, ou até mesmo em outras vidas.

Contudo libertar-se dos sentimentos que aprisionam e deixam o amargo transpor a doçura encontrada nas pessoas que compartilham o melhor, o mais puro e verdadeiro sentido que é estar aqui vivendo com muito amor, assim contemplando o banquete da liberdade.

A libertação pertence às pessoas, dentro de cada um com seus próprios medos, desespero, insensatez, entre tantos outros espinhos que ali habitam, sede verdadeiro consigo mesmo com coragem, do seu viver no tempo que permanecer na terra, faça um oásis, um jardim florido, perfumado de perseverança, assim as virtudes brotarão e florescerão em seu caminho.

Neste caminho a coragem deve ultrapassar os limites da escravidão, da angústia, e ter a libertação que conduz a pureza do espírito a cada dia, seu íntimo deve ser transformado, evoluído em busca do equilíbrio emocional, tendo sempre o discernimento para o bem.

Da verdade para a verdade, abrirá seu caminho, buscará a essência da vida que possa ser sublime e simples para a realização e felicidade do reino que habita dentro de cada um, apenas liberte a sua vida conquistando um novo amanhecer a cada dia, com confiança e perseverança, contemplando um mundo melhor.

Dentro de todos nós, o fogo do amor é a porta que afaga a alma, libertá-la da prisão será o começo da grande transformação das trevas para a luz, da ignorância para a sabedoria, da morte para a vida, afinal somos livres para amar.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: kadmy / 123RF Imagens

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.