ColunistasReflexão

“mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão.”

“MAS AS COISAS FINDAS MUITO MAIS QUE LINDAS ESSAS FICARÃO.”

“Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão.”



Quis começar com essa parte do poema “Memória” de Carlos Drumond de Andrade, para demonstrar que o que realmente importa é o momento.

As pessoas assim como eu, passam muito tempo se preocupando com a quantidade e não com a qualidade. O tempo que se passa com alguém tem que ser único. Precisamos aproveitar cada momento como se fosse o último, porque não sabemos quando será o último.

Passamos muito tempo se preocupando com quanto vai durar o seu relacionamento, sem se preocupar em curtir, sentir, viver, enfim fazer valer a pena, porque no fim é isso que vai ficar na memória o que você fez e como fez.


Sei que se Conselho fosse bom, seria vendido, mas quero apenas que, a partir de hoje, você tente olhar menos no relógio e nos calendários, parar de contar datas e começar a cronometrar os minutos. O minuto tem que ser a coisa mais importante do tempo em que se passa com alguém, independente de ser seu namorado, ficante, ou um caso ou o que quer que seja.

Você vai dizer que o ama, que sente sua falta, vai fazê-lo chorar de rir fazendo cócegas, vai beijar, morder e amar cada minuto ao seu lado.

Vai fazer com que seja inesquecível, mesmo que seja tomar um sorvete na esquina, leva-lo ao portão, correr com ele no parque ou simplesmente ficar junto sem fazer nada.

Não vamos começar a aproveitar apenas quando perto do fim ou chorar pelo que se foi, porque dessa forma vai valer tanto a pena, que você vai sempre se lembrar que são as coisas lindas que sempre irão ficar.


Enfim, seja feliz em cada minuto e cada minuto você será mais feliz!

Tenha sempre muito orgulho de ser quem você é!

Artigo Anterior

Tudo dentro do seu tempo… a paixão aflora… o amor leva tempo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.