publicidade

Não dedique seus sentimentos a quem não merece

Já notou que as pessoas que nos despertam raiva, mágoa ou ressentimento, são as únicas que não merecem nem nossa lembrança?



O problema é que, embora saibamos que ninguém vale a nossa paz e que as atitudes alheias não deveriam nos atingir, permitimos que alguns sentimentos ruins se alojem em nossa alma, nos deixando doentes, descrentes e desequilibrados.

A vida está repleta de relacionamentos que não deram certo. E a gente podia deixar passar batido, esquecer rapidamente e seguir em frente. Mas, não. Gostamos de um drama mexicano, de lágrimas desnecessárias e de desperdiçar sentimentos com quem não merece.

Toda situação contrária aos nossos princípios ou que capaz de destruir nosso campo de expectativas, gera um esgotamento físico e emocional absurdo.

Isso, além de nos fazer mal, nos envolve em um sentimento de inferioridade que nos faz desacreditar das pessoas.

Acredito que, a essa altura do texto, seu coração já esteja formulando argumentações contrárias para justificar os sentimentos ruins que você carrega: Tenho direito de sentir raiva, porque fui injustiçada” ou “mereço odiar tal pessoa diante de tanta traição”. O problema é que essas justificativas são tão ilusórias quanto perigosas, já que há uma grande diferença entre merecer de querer sentir algo.


Aliás, cá entre nós, essa história de “eu mereço” é uma válvula de escape para as atitudes erradas. Ninguém diz “eu mereço fazer dieta”, “eu mereço perdoar” ou “eu mereço ficar sem viajar esse ano”.

Sempre que dizemos “eu mereço” é para justificar alguma atitude errada que praticaremos. Como se o cérebro funcionasse como a validação de recompensa e bônus.

A grande sacada da vida é não desperdiçar sentimentos com quem não merece. Entenda que há pessoas que não merecem nem a raiva sentida por elas, que dirá saudade. Entenda: traição, mentira e ofensas revelam o caráter do agressor e não do agredido.


Não desperdice seus sentimentos, sejam eles bons ou ruins, com quem não os merecem.

Siga o seu caminho, abandone as cargas pesadas e seja livre. Como dizia Bukowski: “Não há nada que ensine mais do que se reorganizar depois do fracasso e seguir em frente”.


Direitos autorais da imagem de capa:  A. L. on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.