ColunistasRelacionamentos

Nenhuma relação saudável pode existir onde não há reciprocidade. Ame-se mais!

edward cisneros WVG69HbLY s unsplash

Estar numa relação é enxergar o outro, ceder quando necessário, acolhê-lo nos momentos difíceis. Se isso não é recíproco, não há como continuar sem sofrer.



Em meio a tantos caminhos na vida, às vezes, vemo-nos em situações em que precisamos ser fortes. E talvez, de fato, não imaginemos quão forte somos, até que decidimos passar por situações difíceis, de pé, com a cabeça erguida e a certeza de que nesta vida tudo passa.

Em certos momentos, podemos ter vivido algo sólido, que de repente se desmoronou. Isso pode ser um emprego, relacionamento ou amizade que chega ao fim. Quero que saiba que, independentemente do motivo, todo fim é o grande início de uma transformação.

“De mil amores, o próprio” foi a frase que vi pela manhã, enquanto procurava frases para tatuagens. Dentre outras frases, essa nos lembra quão importante é ter amor pela vida.


Somos donos dos significados que damos a tudo o que conhecemos. Ressignificar significa também o nosso poder de escolha.

Mesmo que perdidos, aos poucos entramos num processo de cura e de repente os erros cometidos também nos ensinam a arte da observação.

Se existe algo que seja necessário num relacionamento, esse algo é “sintonia”. Não adianta querer chegar a Roma, se o parceiro quer ir a Paris.

Sustentar ilusões de pessoas com objetivos diferentes é como esperar que um castelo de areia não desmorone quando as ondas venham a cobri-lo. Na vida, as ondas são as dificuldades que chegam inesperadamente, mostrando-nos quem realmente está ao nosso lado.


Estar numa relação é enxergar o outro, ceder quando necessário, acolhê-lo nos momentos difíceis. Se isso não é recíproco, não há como continuar sem sofrer. Nenhuma relação saudável pode existir se não há equilíbrio entre o dar e receber.

E talvez tudo que termina traga consigo o grande aprendizado do amor-próprio. É preciso ter muito amor-próprio para seguir em frente e não aceitar menos do que se merece. Permita-se viver o luto do fim, mas não se permita viver de pequenos lutos intermináveis.

Permitir-se estacionar em relações em que não reconhecem você é permitir-se entristecer aos poucos, é esquecer-se de que tudo que tem vida floresce. Quando é amor, cresce.

Quando transformamos dentro de nós tudo o que precisa ser transformado, a vida nos traz uma grande paz, porque toda vez que nos escolhemos a vida nos escolhe também. E que hoje você possa escolher sintonia, reciprocidade e empatia.


Que você viva amores saudáveis, amizades que tragam risos, que possa, em meio a tantas tempestades, escolher você, pois amor-próprio é também sobre escolher e não somente ser escolhido.

A esperança divina está agindo em sua vida! As melhores mensagens da semana!

Artigo Anterior

O poder das cores de cada signo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.