A nossa energia tem muito poder! aquilo que emitimos recebemos de volta, sempre!

7min. de leitura

O Poder da Presença Pura



A nossa energia tem muito poder. Aquilo que emitimos recebemos de volta, sempre.  E onde a dirigimos tem muita importância, porque podemos estar a alimentá-la ou drená-la.

A energia positiva tem muito mais poder que a resistência, mas resistência em demasia acaba por nos tornar mais fracos e faz-nos esquecer do nosso verdadeiro poder.

Na minha opinião, não existe a energia dita negativa – existe apenas resistência ao fluir de energia positiva, que é a energia da Fonte. Por isso, aquelas pessoas que estão perpetuamente de mau humor, e reclamam por tudo e por nada, são as que carregam mais resistência com elas, e aquelas a quem é mais difícil ver o lado positivo do que quer que seja.

Isto porque a resistência não é natural. Afasta-nos da nossa essência, de quem realmente somos e do nosso propósito. Por isso é que sabe tão mal. Alguém que se habitue a ser resistente ao fluir acaba por se esquecer completamente de como é ser verdadeiramente feliz.


Não falo apenas das pessoas que se rebaixam, que se diminuem e isolam do Mundo. Falo das pessoas “más” também. Daquelas que maltratam, diminuem os outros para tentar preencher o vazio que sentem, mas não querem revelar. Tanto um caso como o outro precisa de ajuda.

Mas não é ajuda psicológica ou conselhos de que passos seguir – cada um pode melhorar apenas por si mesmo, encontrando as respostas dentro de si, retornando à sua essência aos poucos. Ninguém pode fazer isso por nós, é uma coisa individual e única.

A única ajuda que podemos oferecer é transmitirmos uma energia pura. Esta é a nossa única missão em todos os momentos.

E especialmente quando estamos na companhia de alguém que precisa de ajuda. Apenas podemos ser nós mesmos, e permanecer conectados com o Universo.


Palavras não ensinam, apenas experiência. E a energia não mente – se a outra pessoa estiver receptiva à nossa energia, consegue sentir o que nós sentimos, mesmo sem precisarmos de falar nada.

Tal como quando alguém com uma energia pesada entra na mesma divisão que nós. Ao convivermos com alguém que tem uma grande quantidade de resistência, conseguimos sentir a sua energia, mesmo se a pessoa não falar nada. Ah, mas como fala.

Quando estamos desconectados da energia da Fonte, tentamos distrair-nos desse facto, focando-nos em sentimentos como drama, vitimização, culpa e raiva. E como sabe tão mal e é tão anormal para a nossa alma, temos necessidade de desabafar, de “deitar cá para fora” como um apelo subconsciente para que os outros nos ajudem.

A solução é a presença – presença da energia que nos guia à verdade…

Queremos que os outros nos ouçam quando estamos mal, que nos compreendam. E isso é normal, mas não é essa a solução.

A solução é a presença – presença da energia que nos guia à verdade, presença da alma que realmente somos, presença do amor e empatia. Estar presente é estar conectado.

E esta conexão não necessita de explicações. Não dá para explicar o que realmente sentimos dentro de nós quando estamos nessa frequência elevada e pura, mas aqueles que estão à nossa volta podem sentir – se estiverem receptivos.

Sê uma presença pura em todo e qualquer lugar, e isto inclui até junto das pessoas que precisam de ajuda. Elas não precisam que lhes digas o que fazer, apenas precisam que estejas lá, como uma alma, e não como um ego. É o presente mais valioso que podes dar a qualquer pessoa – a tua companhia: sem cobranças, julgamentos, comparações. Apenas alguém que está lá e que sabe que tudo vai correr bem.

É melhor vivido do que falado, mas é algo mais ou menos assim: quando estiveres a ter dificuldades em sentir-te bem perto de alguém que se sente mal, não tentes consertá-lo. Não há nada a consertar. Se for alguém que te é próximo, a melhor ação a tomar é ser presente, ouvir e permanecer o mais calmo possível.

Se for uma pessoa com quem não costumas conviver, deixa-a estar e entende que não é da tua conta o que ela sente, mesmo se te estiver a criticar ou tentar criar confusão. Se não te conhece bem e se dá a esse trabalho, é porque foste a pessoa do momento a que ela decidiu descarregar a sua energia pesada.

Por exemplo, algum amigo ou familiar teu está com problemas de dinheiro. Essa pessoa desabafa contigo, diz que não sabe mais o que fazer, e que poderia ter juntado mais em vez de gastar o que não devia. Tu poderias desempenhar o papel de conselheiro, mas não é muito melhor simplesmente ouvir a pessoa em vez de dizer que ela está errada ou dizer-lhe o que deve fazer?

Ou alguém do teu emprego decidiu intrometer-se no que estás a fazer e arranjar uma desculpa para te desafiar. Podes sentir a tentação de a culpares, de dizeres que ele/ela está errado, mas achas que isso vai fazer-te sentir melhor ou resolver a situação? Não achas que se a pessoa decidiu direcionar a sua resistência para ti, que se sente mal com ela mesma e não há nada a fazer?

Porque as respostas para os problemas de cada um estão sempre dentro si.

Se alguém com problemas e com uma energia muito densa vem ter contigo e tenta descarregar a sua vibração para ti, não precisas de fugir ou evitar. Basta permanecer calmo, em silêncio e entender que a outra pessoa encontra-se nessa fase temporariamente.

Se o fizeres, estarás a deixar a energia da outra pessoa ir para outro lado, em vez de a absorveres. Assim, tanto tu como ela estarão leves, e as coisas estarão mais claras. Descobre a magia da presença pura, praticando-a sempre que te lembrares, e substituindo o velho hábito de tentar ser certo pelo de ser conectado.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.