O amor nos une mais do que você imagina!

3min. de leitura

Como seres humanos, nós fazemos muitas coisas por amor: nós vivemos por amor, prosperamos por amor, mas também lutamos, guerreamos e morremos por amor. Histórias de amor estão presentes em todas as civilizações, até mesmo as muito antigas, onde ajudam a explicar a origem do mundo e das coisas. Esta emoção poderosa ajuda a dar sentido para as nossas vidas.



O amor é uma emoção. Isso significa que nós o sentimos e não o pensamos.

Emoção vem de e (prefixo que designa “posição interior”) + moção (movimento), ou seja, literalmente algo que nos mexe por dentro.

O amor pode ser definido de muitas maneiras. Como conceito, ele está suscetível às forças da cultura e das sociedades que o produzem. A este tipo de amor, vamos nos referir como amor romântico, aquele conjunto de crenças que ajudam a definir o seu par ideal e que pode variar muito de lugar para lugar. Próximo dele, está o amor paixão: um estado neuroquímico semelhante à drogadição que pode deixar o apaixonado num verdadeiro estado de dependência.

Por trás de todos esses amores, existe uma sensação comum e muito especial: a de união.


O amor, sem dúvidas, pode fazer com que as pessoas desejem estarem juntas.

Quando estão, os amantes se sentem como se fossem apenas um. Esta maravilhosa sensação não é exclusividade das duplas amorosas, mas pode estar também presente em outras relações, como a amizade.

De acordo com a pesquisadora e PhD. americana Barbara Fredrickson, esta sensação vai muito além da superfície. Ao acompanhar a atividade cerebral de participantes de um estudo, o que a pesquisadora descobriu foi surpreendente: os seus cérebros exibiam atividade nas exatas mesmas áreas, como se a mesma emoção vivesse ao mesmo tempo em dois corpos separados.

O amor conecta as pessoas.

Ele tem o poder de expandir as nossas mentes e nos torna criativos. O amor é nossa suprema emoção – coloca Fredrickson em seu livro intitulado Love 2.0. Ele faz bem para a nossa saúde, nos torna mais resilientes e aumenta a nossa imunidade. O melhor de tudo é que ele está aí, à sua disposição. Este tipo de amor pode ser sentido com qualquer pessoa, até mesmo um estranho de uma fila no banco. Sabe aquela conversa que, você não sabe porque, mas o deixou se sentindo bem? É o amor em ação.


Amor é conexão. Vamos amar?

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.