ColunistasComportamento

O perdão é uma vestimenta leve que aquece o coração…

Quantas vezes ouvimos falar em perdão?



O dicionário nos esclarece que o Perdão é a ação humana para se livrar de uma culpa, uma dívida, uma ofensa e visa também a ação de qualquer ressentimento, raiva, rancor ou outro sentimento negativo sobre determinada pessoa ou a si próprio.

Refletindo sobre isso, constatamos que o progresso feito no caminho do crescimento interior é medido pelo uso que fazemos do nosso espírito benevolente. Assim, todas as vezes que abrigamos um ressentimento estamos bloqueando nosso próprio caminho à evolução.

A preocupação excessiva com uma pessoa ou situação que nos causaram desgastes e que estão em desacordo com o que esperávamos impedem a nossa reação às possibilidades e emoções do momento presente, reforçando velhas mágoas e algumas vezes propiciando um sentimento de revanche.


Por isso, devemos manter a consciência de que cada circunstância e cada ato das pessoas tornam-se “ferramentas” de aprendizado quando mantemos o foco na evolução da alma.

Entretanto, muitas vezes ficamos remoendo um acontecimento, um desgaste e um ferimento interior, colocando mais sal nas feridas da alma. Escolhemos o rancor ou a vingança e isso só traz mais tristeza e sofrimento, criando fragmentos com as pessoas e situações envolvidas. Aí o coração fica pesado e o crescimento fica estagnado.

O perdão dado, principalmente, a nós mesmos e aos outros liberta nosso espírito do fardo que porventura estejamos carregando e impedindo nosso espírito de voar mais alto com mais sabedoria.

Afinal, todos erramos e perdoar não significa esquecer, mas respeitar a individualidade de cada um no seu direito de se expor e expressar porque a maturidade emocional exclui culpar ou elogiar outras pessoas pelo nosso bem-estar e devemos ser gratos, diariamente, pela dádiva de termos o controle que escolhemos sobre nosso crescimento, felicidade e compromisso de vida. Só ficamos sob o controle de outra pessoa por escolha e jamais por necessidade.


O perdão cura a alma e energiza o espírito, permitindo nossa evolução com muito mais facilidade.

Pena de si mesmo? perdoe-se e liberte-se!

Artigo Anterior

O real caráter uma hora vem à tona…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.