O poder e a magia do número 13!

9min. de leitura

O poder do número 13: o poder do infinito!

E aí, como você está? Não é uma pergunta retórica ou puramente educação da minha parte, é uma pergunta para que você, conscientemente, perceba seu estado atual. Como você está se sentindo agora?



Eu não sei se você sabe, mas há certo conflito entre Israel e Palestina, em Jerusalém, e embora não estejamos aqui para falar sobre guerra, tem uma professora magnífica neste cenário: a Cúpula da Rocha.

O lugar no qual ela se encontra é, para os muçulmanos, o lugar onde o profeta Maomé ascendeu aos céus, e, para os judeus, o lugar onde Abraão quase sacrificou Isaque (outros profetas também tiveram momentos importantes).

Você também tem cúpulas da rocha em sua vida, lembranças e, mesmo lugares físicos, onde você teve um momento especial.


Resgate uma destas lembranças: seus avós, por exemplo, lembre-se da maneira fofa de eles se vestirem, tratarem a situação, fazer comida e contar histórias; algo relacionado a seus pais, uma vez na qual eles abriram mão deles mesmos, só para fazê-lo sentir-se bem, só para fazê-lo sorrir; quais são as melhores (ou piores) palhaçadas dos seus amigos, que arrancaram suas gargalhadas descontroladas? Curta estas memórias por um tempo. Aprofunde-se nelas. Se você quiser e puder, olhe para uma foto deles. Qual foi a fofurice do seu bichinho de estimação que aqueceu seu coração?

E agora, como você está? Percebeu a diferença entre seu estado anterior para o atual?

Não é só uma ideia bonitinha motivacional Bioquimicamente, o seu corpo reage de formas diferentes, conforme você se inclina para um lado (tristeza, raiva, ansiedade, etc.) ou para o outro (gratidão, alegria, amor, etc.).


“Tudo na vida tem o poder e a importância que a gente dá”

Todos nós passamos por Auschwitz e pela Cúpula da Rocha. Vivenciamos o 7-1 e o penta. Qual destes cenários valorizamos mais é onde repousa o “segredo” da vida boa. Infelizmente – ou talvez seja felizmente –, nossa mente foi criada de um modo que tende à inclinação negativa, às mágoas, à vingança, ao “pobre de mim”, etc., o que significa que, na prática, é bem mais fácil lembrar das coisas ruins do que das boas. E é onde entra o esforço.

A magia do “13” está relacionada com a superação do destino, isto é, além do que determinam os 12 signos do zodíaco.

Apesar de seu mapa astral tender para um lado, você quer tanto, você esforça tanto, persiste e busca tanto algo que está fora da caixa, que você acaba “criando” uma força nova no seu mapa astral, indo além do que estava escrito, você, literalmente, escreve o seu (novo) destino. Este é o poder do número 13, o poder do Infinito.

(Cientificamente, sabe como nasce uma estrela? Hidrogênio + Gravidade + Tempo. Concentração, compressão e pressão. É uma força muito grande! A gravidade é tão grande que atrai toda a matéria que está ao redor. Quer inserir uma estrela no seu mapa astral? Foque, queira muito, muito, muito e persista.)

Abraão não possuía o aspecto de filhos em seu mapa astral, não estava no seu destino, mas ele quis tanto que, não só como ele teve Isaque, como também é considerado o pai das nações. Muito, muito além do que estava em seu mapa astral! Ao ponto de mudar o nome, mudar a sorte, mudar tudo!

Se Abraão fosse um homem que já tivesse muitos filhos, ter Isaque e ser considerado pai das nações não seria significante, talvez nem constasse nas Escrituras, mas o fato de ele ser predestinado a não ter filhos e, mesmo assim, ter superado isso… foi o berço do milagre.

E o milagre é exatamente isso: a superação da dificuldade mais extrema. Quando vir um momento difícil, saiba que ali existe um potencial enorme de um milagre acontecer. Quando vir uma força muito densa, saiba que ali existe um potencial de uma “estrela” nascer, uma força adicional ao seu mapa astral. Use isto a seu favor.

Albert Einstein disse: “Há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre”.

Sabe quando acontecem os milagres? Quando você supera a inclinação negativa, quando você foge à regra, ao óbvio, ao automático, que basicamente é quando você, enquanto alma, supera a sua natureza humana, seu corpo físico. Eis o início do poder da mente sobre a matéria.  “Sê fiel no pouco e no muito te colocarei”, dê valor à semente e ela o transformará numa árvore que produz frutos, sombra, ar fresco e beleza, valorize os pequenos milagres e os grandes virão.

Para superar o predestino, reescrever a sua história e cocriar a sua nova realidade é preciso superar os pequenos “12” do dia a dia, as pequenas tendências. “Está realmente difícil”, supere isso. “Eu não consigo”, supere isso. “Aqui não nasce nada”, “não tem jeito”, “é impossível”, supere, supere, supere.

Supere as inclinações negativas, as circunstâncias, o visível, o óbvio, a “realidade”. Esforce-se e o Universo responderá a este esforço, a esta força extra que você criou. Tudo o que vai, volta.

Sorria mesmo diante das dificuldades, injete alegria. Sabe qual foi o nome que Abraão e Sara escolheram para seu filho quando Deus lhes disse que eles o teriam? Yitshak; significa “riso”. Na sua vida, onde pode nascer o “Risadinha”? Onde você desacredita que possa ocorrer um milagre?

Uma coisa é certa: nós não podemos fazer isto sozinhos. Precisamos e dependemos da ajuda de Deus (chame esta Força como quiser). Existe a nossa parte, que só pode ser feita por nós, mas existe a parte que está além do nosso controle.

Você pode preparar a terra, adubar, plantar e regar. Tudo isto cabe a você, mas para fazer a semente germinar e crescer… só uma Força no Universo é capaz de fazer isso.

Peça (sempre) ajuda a esta Força para abençoar as suas ações, desde as mais simples, como beber água, até as maiores, como trabalhos, sonhos e família.

(Para falar sobre oração, ficaria um texto muito grande, mas prometo elaborar a ideia no próximo texto.) Para agora, posso dizer que você desenvolva um relacionamento com esta Força.

Já teve o desprazer de conhecer alguém que só se lembrava de você quando ele precisava de alguma coisa? Porque, uma coisa é alguém próximo lhe pedir ajuda, outra coisa é alguém que só se aproxima quando quer ajuda. Não seja este tipo de pessoa quando se relacionar com a Força. Ok. E como faço isso? Não sei, é íntimo e individual. Mas pense em conversar mais, não só quando precisa de ajuda, pense em apreciar mais, admirar, agradecer, etc. Eu sei que dependendo de onde você mora é difícil fazer isto, mas esforce-se para apreciar a criação: o pôr do sol, as árvores, as aves, a sutileza do vento.

Se não puder mesmo, admire seu jardim ou um vaso, em casa, preste atenção na delicadeza das flores, das folhas, dos insetos. Aprecie, encante-se, admire!

Admire a criação e o Criador. Quando você tiver esta Força ao seu lado, como dizia Raul: você será capaz de sacudir o mundo.  Vai lá. Tente outra vez!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: liubomirt / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.