O que o faz pensar que nunca encontrará o amor da sua vida?

5min. de leitura

Eu pensei ter encontrado o amor da minha vida, não uma, mas três ou quatro vezes. Aquela visão que se distorce quando o coração bate forte e, quando tudo acaba, você acaba se perguntando “como foi possível eu errar de novo?”.

E errei. E erramos.



O coração dispara tanto, ficamos tão cegos pela impressão que o outro nos causa que pensamos: “Oba! Até que enfim, encontrei o amor da minha vida!”. E daí tudo passa e de novo, voltamos para a estaca zero. Ficamos a ponto de pensar que não, essa coisa de amor, não pode ser pra mim. Não, eu não posso ter nascido para amar e ser amada, talvez, devesse ter me tornado um padre ou uma freira, entregando assim, minha vida e meu coração unicamente a Jesus e não a outro ser, esperando ter com ele uma vida, filhos, casa própria e um cachorro. Dois cachorros. Ou três…

Bom, hoje, vendo meus amigos se casando, alegando seriamente ter encontrado o amor da vida deles, eu fico me perguntando se desistir é uma boa ideia. Deveria eu desistir de encontrar a pessoa que me complete, que me acrescente, que faça meu mundo vibrar e seja minha eterna companhia?

E quanto às noites frias, uma vez sozinha, outras com amigos solteiros que logo formam casais e seus amigos solteiros vão se renovando enquanto você fica lá, pensando se o verdadeiro amor não virá até mim?

Devo eu desistir? Deve você desistir?


Outro dia, li uma reportagem onde conta sobre uma mulher de cinquenta anos que, após muito esperar e viver amores que não deram certo, encontrou finalmente o amor da sua vida e com ele se casou numa linda cerimônia. O rosto do noivo? Era de se emocionar! Eles realmente haviam se encontrado, o que me faz crer, que esperar pode ser uma boa opção.

O que nos faz pensar que nunca encontraremos o amor da nossa vida?

Quem disse que viemos ao mundo para estarmos sozinhos, mesmo que tenhamos sido criados como uma alma única? Por que não haver no mundo alguém tão perfeito pra mim que me complete inteira fazendo com que eu nunca mais me sinta perdida?

Olha, você encontrará o amor da sua vida.


Talvez, já até encontrou e não sabe! Acontece, viu? Importante, inclusive, dar uma boa olhada aí na vizinhança, nos companheiros de trabalho ou naquela pessoa que tropeça em você todo dia de manhã na padaria. Ele pode ser o amor da sua vida, sabia? É sim… pode ser. Mas daí, o que a gente faz? Fica lendo revistas com modelos na capa, acessando internet onde homens ou mulheres lindas se parecem incríveis vivendo suas vidas e você, almejando uma pessoa que nem sabe de sua existência. Enquanto? Enquanto alguém está do seu lado e você nem vê.

Você encontrará o amor da sua vida, no tempo certo, na hora certa. Ele, com certeza, também está por aí, desorientado e se perguntando onde você está que ainda não chegou para ele! Independente do tempo ou da distância, ele virá até você, estará do seu lado e, nesse dia, você terá a absoluta certeza que todos os outros amores foram apenas pequenos amores, perto do que sentirá diante de sua presença.

Não percamos a esperança, meus amigos! Vamos abrir a nossa visão, permitir que um alguém comum possa ser o nosso amor…

Enquanto isso, vamos amando as pessoas à nossa volta, nossos amigos, nossos bichos, filhos, sobrinhos… até que o amor da sua vida resolva bater à sua porta, porque, uma hora, ele vai bater.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.