O silêncio e a tranquilidade nos faz contemplar nossa existência…

5min. de leitura

O silêncio e a ociosidade, às vezes, são os melhores remédios para contemplarmos a nossa existência. É no silêncio que podemos encontrar respostas para tudo, pois as melhores respostas são mudas e as turbulências diárias não nos permitem ouvi-las.

A turbulência da vida, muitas vezes, assusta porque requer pessoas corajosas que estejam preparadas para os desafios que ela nos impõe e para o seu ritmo a toda velocidade, que não para e não nos deixa parar. Não sou contrária a enfrentar os dias mais turbulentos com a tranquilidade de sempre, aquela que me faz cumprir toda a minha agenda e ultrapassar todos os obstáculos que se interpõem diante de mim, porém sei que, de vez em quando, necessitamos de um tempo para nós.



A consistência do viver não nos deixa muitas brechas para dedicarmos ao “não fazer nada”, ou seja, para o descanso vital em que repousamos o pensamento, deixamos mais leve o nosso coração e aliviamos a alma, mas ficar sem fazer nada também faz bem.

Às vezes, necessitamos disso. É preciso calar o som dos excessos, da rotina, das cobranças, da turbulência diária e ouvir a necessidade de paz e tranquilidade que grita silenciosamente dentro de nós. Necessitamos parar para contemplar a vida…

O silêncio e a ociosidade, às vezes, são os melhores remédios para contemplarmos a vida e a beleza da nossa existência, pois, no dia a dia, nossos olhos não se demoram em lugar nenhum porque transitam de um lado para o outro em busca do cumprimento dos nossos deveres e obrigações, mas quando paramos e repousamos o nosso olhar em determinada situação, pessoa ou lugar podemos encontrar a real beleza de se sentir vivo, de ver a vida em sua essência, de enxergar a essência do outro e a nossa própria.


Contemplar essas pausas e deixar fluir a beleza da nossa existência nos permite enxergar a grandiosidade da vida e a grandeza de tudo o que foi criado por Deus.

Aí nos damos conta de que tudo é tão perfeito simplesmente porque cada coisa tem o toque de Deus e cada beleza, mesmo as mais simples que enxergarmos, revela um perfume da fragrância que foi espalhada por Deus pelo mundo.

Quando paramos para dar a nós mesmos um tempo, também nos encontramos, podemos meditar sobre a nossa vida, refletir sobre nós mesmos e reafirmar o nosso autoconhecimento.

É no silêncio que podemos encontrar respostas para tudo, pois as melhores respostas são mudas e as turbulências diárias não nos permitem ouvi-las. A poesia das coisas se esconde no silêncio que trazem embutidas, quem conseguir decifrá-los poderá encontrar o mistério que só é possível quando se está em paz, em silêncio e com o coração aberto para enxergar o que os olhos, na maioria das vezes, deixa passar despercebido.


Para tudo tem um limite, por isso não podemos limitar a nossa vida aos excessos, é necessário que tenhamos momentos em que possamos ter alguns segundos da nossa vida para decifrar os segredos escondidos por trás de cada silêncio, de cada coisa, de cada animal, de cada pessoa e de nós mesmos.

Os maiores segredos só foram descobertos porque tiveram pessoas que pararam para encontrá-los.

Então, que saibamos encontrar e desvendar os nossos próprios mistérios que se escondem dentro de nós porque quando nos conhecemos, elevamos a nossa experiência que é estar nesse mundo.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: yuriyzhuravov / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.