O silêncio é um milagre, é um presente de Deus

4min. de leitura

Há uma infinidade de vírgulas e pontos finais no silêncio, há exclamação e muita interrogação. Acho que a segunda é sempre mais importante.



Gosto do silêncio porque não tenho medo dele. Ao contrário, o silêncio me salva. Se eu puder dar um conselho para você que me lê, com toda humildade, digo-lhe: exercite o silêncio.

O silenciar acalma a alma, transporta nosso ser mais íntimo para seu lugar mais seguro. É um poderoso exercício de amor. Amor com a gente mesmo, sabe?

silêncio é um milagre, é um presente de Deus. Silenciar é mais milagroso do que falar. O silêncio não julga, muito embora ele também fale – e fale muito. Só quem não tem medo do silêncio consegue ouvir o que ele diz e, às vezes, ele grita.


Leio muito sobre o silêncio na busca de explicar minha sintonia com ele, por isso sei que pesquisadores do Canadá têm destacado o poder peculiar do silêncio para acalmar nossos corpos e sintonizar nossos pensamentos. Acho isso realmente um milagre.

O barulho cada vez me incomoda mais. Locais cheios de gente falando junto me dão um nó. É que eu aconteço de dentro para fora, não só eu, todo mundo, eu sei.

O meu florescer acontece em silêncio, na quietude da minha cabeça, do meu coração, na abstinência das minhas cordas vocais.

Entenda: quando você está em silêncio, o ar que sai dos pulmões passa livremente pela laringe, pois as cordas vocais estão completamente afastadas.


É claro que não estou falando em virar monge e praticar o retiro do silêncio 24 horas por dia, muito embora essa ideia não me pareça tão ruim hoje em dia (risos). Mas, falando sério, o que lhe digo é: não tenha medo do silêncio! Pratique o silenciar do corpo, da mente, das cordas vocais e de todo o resto, de preferência faça isso algumas vezes ao dia.

O silêncio dói quando grita, mas é só no começo (ou quando precisa). Depois, prometo para você que o silêncio vira aconchego, vira alegria, vira paz.

O equilíbrio entre silêncio e barulho é importante, mas o silêncio é ainda mais. Fique mais em silêncio, fale menos e só fale se for para edificar alguém ou o mundo. O seu mundo, também.

Há uma infinidade de vírgulas e pontos finais no silêncio, há exclamação e muita interrogação. Acho que a segunda é sempre mais importante.

O silêncio questiona e, muitas vezes, só o silêncio responde.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Leah Kelley/Pexels.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.