Objeto dos sonhos? um relógio com ponteiro que pule as horas difíceis…

6min. de leitura

Objeto dos sonhos? “Um relógio com ponteiro que pule as horas difíceis” – foi o que eu li hoje numa postagem. E essa publicação me lembrou daquele filme “Click”, que ao invés de relógio, era um controle remoto mágico que dava À pessoa a possibilidade de viajar no tempo. 



Com essa chance, literalmente nas mãos, os tempos difíceis e chatos eram passados num piscar de olhos, e nenhuma trajetória real se configurava na trama da vida apenas com os momentos satisfatórios e de alegria como protagonistas.

No filme, ele pulou tanto as fases difíceis, de construção, de dor, de crise que num determinado momento ele se deu conta de que o tempo estava tirando toda a sua vida. Viu-se preso na armadilha do tempo e nas escolhas feitas sem a sua consciência.

Viver de fragmentos e de apenas bons momentos é certo que não configura vida!


E é esse o nosso problema: querer pular as horas de dificuldade, de dor; anular os sentimentos que não são bons ou, simplesmente, amortecê-los.

E se existisse mesmo essa chance de pular, fatalmente pularíamos, viajaríamos no tempo, na busca de melhores dias, na fuga de nós mesmos!

Alguns fazem desse pulo o pulo mortal, como se assim pudessem acabar com todo o sofrimento e dor. Outros se amortecem por meio do álcool, drogas, comida, compra e/ou relacionamento destrutivos. Suprem faltas e carências com futilidades.

Lidar com a dor não é tarefa fácil, mas não impossível! Somos altamente capazes de acolhê-la e trazer novos significados. Pois em verdade, não há fuga de si! Nós nos levaremos pela eternidade. A dor é uma projeção de algo que se colocou como verdade, um reflexo do seu eu, do seu estado, do seu pensamento.


Todo sentimento parte de um pensamento. Mantenha-se vigilante.

As nossas mentes carregam muito sentimentos e noções de culpa, de pecado vindos de muitos condicionamentos , crenças e doutrinas religiosas. São, no fim, memórias arraigadas que trazem diversos conflitos, não permitindo assim a livre expressão do ser, que não seja carregado de algum medo, culpa, ou pelo sentimento de não pertencimento. Memórias erradas que resultam em comportamentos insensatos, providos de uma visão distorcida de crenças e valores irracionais.

Logo, o questionamento é um caminho para a liberdade, para o autoconhecimento, entendimento e, consequentemente, cura. 

O que se joga para baixo do tapete não vai sumir, ao contrário, criará raízes, se desenvolver. Refletir em doenças, em prejuízos emocionais e paralisação no tempo. Acolher o agora, o momento, a situação, ou resgatar algo que ficou pra atrás e que ainda traz dor e sofrimento, perdoar, agradecer e entender, é parte de um ciclo, do crescimento espiritual por meio da experiência humana.

É preciso acolher todos os momentos da vida, pois é disso de que ela é feita, de momentos bons e não tão bons. De situações a serem confrontadas e experiências a serem vividas. Muitas destas atraídas por nós mesmos. E é engraçado pensar nisso, porque é como se o presente encomendado chegasse e a gente quisesse devolver, como se o endereço fosse errado! Não adianta virar as costas para a sua própria encomenda. Ela é sua! Ela é resultado do seu pedido, do que você emanou, vibrou, lançou. A autorresponsabilidade é palavra de ordem do novo tempo.

Somos cocriadores da nossa realidade o que nos torna amplamente responsáveis pela própria vida.

E todo momento de crise, que dá aquele comichão de passar pra frente ou pular é a chave da mudança, da oportunidade de transformação, renascimento e por que não de crescimento.

É perceptível a inércia presente na vida humana. Muitos estacionam suas vidas em relacionamentos que não são bons, em empregos infelizes em situações que não fazem bem, por apego, medo, falta de coragem, e por se sentirem incapazes de sair de onde estão. A perda do poder pessoal as fazem estagnar suas vidas na zona do desconforto.

Faça da sua vida uma obra de arte de sua própria autoria!

Se você não acolher os seus problemas e dificuldades, buscar resolvê-los, alguém vai tomar conta por você. Seja dono de si, e esteja sempre pronto para o combate. Você tem todo o potencial para isso. Resgate-se.

Esteja no comando da sua mente. Não fuja do seu próprio crescimento. Viver é um ato de coragem constante! Precisamos estar sempre prontos e vigilantes para combater o bom combate.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: djoronimo / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.