Os invernos que precisamos enfrentar em nossas vidas:

3min. de leitura

É uma combinação descombinada o inverno. Toucas, luvas, cachecóis. É o corpo querendo calor de roupas grossas e limpas e cobertas com cheiro dos meses que se foram e que ainda lembramos tão mais quentes.



Se o seu inverno não é sob tetos gélidos e a intempéries como companhia, brinde-o com alguma bebida quente e receba-o sem tantos pêsames porque você não pode mudá-lo, mas mudar-se enquanto ele passa.

Poucas peles são vistas bronzeadas, principalmente mais ao sul do mundo. A terra resolve inclinar o seu eixo e o sol parece mais distante. Só parece. E assim como a terra, também nos inclinamos, parecemos mais quietos e até distantes.

OS INVERNOS QUE TEMOS QUE ATRAVESSAR - FOTO 01


Quem não puder migrar como os pássaros precisa encarar o inverno austral. Ele pode ser a melhor companhia e ainda se fazer presente em dias de primavera. O inverno surpreende.

A moda dita a tendência de cores. Os chefes, as comidas mais apropriadas. Existem os melhores vinhos para os dias frios e os lugares mais aconchegantes. Reuniões de amigos são mais íntimas, os passeios, mais tranquilos. E até alguns dias se parecem verão. E quem não adora esta confusão do inverno?

Inverno tem abraços mais demorados, conversas longas ao pé do ouvido e mais corpos se aconchegando. Inverno tem o calor do outro, mais sabores de cafés, mais tempero nas sopas.


Enquanto a geada e a neve se derretem, que se derretam chocolates em fondues. Se não der para estar com alguém que seja na companhia de um livro. Se por hora não der para inverter uma situação, que nos inspiremos nos enredos dos filmes.

Que a ausência de calor não nos ausente de viver a beleza dos dias cinza, das paisagens serenas e entender que o final do inverno é sempre um final feliz para as plantas. E pode ser para cada um de nós. Laélias e Camélias escolheram a estação mais fria para florescer.

OS INVERNOS QUE TEMOS QUE ATRAVESSAR EM NOSSA VIDA FOTO DE CAPA E FOTO 02

O inverno tem suas intenções. Que desejemos tanto a vida em seu devido lugar e nos movemos para tal quanto desejamos o próximo verão. Nele, histórias podem ter ponto final ou estar apenas começando. Vida dividida em semestres.

Parafraseando Anton Tchekhov, “quando as pessoas são felizes, não reparam se é inverno ou verão.” Elas elevam a temperatura da alma e se modificam na estação. Gostando ou não desta atmosfera, só nós podemos aquecer, diminuir e atravessar o nosso próprio inverno.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.