4min. de leitura

Para o seu próprio bem, vá embora!

Pare tudo que está fazendo e leia este texto! Ele é para você que está há noites sem dormir, sentindo necessidade de mudar algo na sua vida.

Às vezes, você quer tanto que as coisas mudem, mas falta atitude. Meu bem, se nada muda, então mude você. Arruma as suas malinhas e saia!



Para o nosso próprio bem, precisamos partir, seja de algum lugar ou da vida de alguém. Mas se sentimos a necessidade, vai por mim, já deu nosso tempo.

Sei bem que, às vezes, sair da vida de alguém é como saltar de paraquedas. É preciso muita coragem para lidar com os medos e as experiências que não conhecemos. Mas talvez não fosse tão bom se conhecêssemos.

A coragem nos desperta, faz a gente acordar para a própria realidade e mesmo que seja difícil aceitar ou enxergar, se estamos sentindo que precisamos mudar, não é à toa. Tem algo acontecendo.


Então, comece aprendendo. Aprenda a viver a sua vida. Aprenda a fazer falta. Segure o impulso de procurar, de mandar mensagem, ou até mesmo de esperar uma mensagem.

Não espere nada de quem está deixando a desejar com você. Sim, está deixando a desejar. Se não estivesse, você não sentiria vontade de ir embora.

Fazer falta é sair para se distrair com os amigos e viver de verdade o momento. Não tocar no celular enquanto está na mesa revivendo histórias e lembranças. Fazer falta é cuidar de você, ir para academia, correr no parque, frequentar lugares diferentes em busca de novas amizades sem pretensões, é viver para você e por você. Já que tudo que foi dado a alguém não foi valorizado, valorize você mesmo tudo que tem a oferecer a uma outra pessoa e ofereça a você.

Encha-se de si. Deixe falarem que é egoísmo ou qualquer outra coisa. Ninguém viveu o que você viveu para julgar suas escolhas. Passou da hora de dar um pouco de ausência para quem teve muito da sua disponibilidade.


VOCÊ SÓ VAI DESCOBRIR O QUE MERECE QUANDO SE DESPRENDER DO QUE DESEJA.

EU SEI QUE DÓI IR EMBORA. Dói ter que refazer os planos sozinhos, contando apenas com a própria companhia. Mas também é libertador. Quando você focar na lição, vai aprender o que precisa e a dor vai passar. Sempre passa.

Iniciar um novo caminho pode ser assustador. Mas quando já estamos nele, percebemos que mais assustador seria se permanecêssemos no mesmo lugar. Você vai sobreviver a essa mudança. E sobreviver pode significar renascer repetidas vezes.

Vá embora! Liberte-se! MUDE! Tome as rédeas da sua vida e bola para frente que tem um mundo de coisas maravilhosas esperando por você; para você!


Direitos autorais da imagem de capa: Pexels

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.