Pare de adiar!

5min. de leitura

Se você quer acreditar mais em si mesmo, deve parar de adiar as coisas mais simples que surgem no dia a dia em sua vida.

Por vezes, são coisas muito simples, como roupas por arrumar, um telefonema a dar, mandar consertar um eletrodoméstico, trocar uma lâmpada, pagar uma multa, e antes que perceba haverá uma série de outros problemas acumulados que só vão tirar ainda mais a sua força para resolver os mais simples.



A partir do momento em que existem problemas maiores, os mais simples só são lembrados em tom de autocrítica e nunca para se resolver de uma vez por todas.

De repente, a sua vida virou um caos e você nem percebe como aconteceu.

Deixe-me dizer-lhe uma coisa: a vida é como um triângulo invertido em que a grande maioria das pessoas se preocupa mais em estar na base, em cima, do que na ponta, em baixo. E porquê?


Porque na base, em cima, estão as grandes decisões e os grande problemas, isto é, questões que você acha que pode resolver ou, do contrário, podem destruir sua vida.


Exemplos de questões que o colocam na base do triângulo:

  1. Quero ser feliz
  2. Quero ser rico
  3. Quero sair desta situação
  4. Quero ter coragem para mudar de trabalho
  5. Quero sair desta relação
  6. Quero ter outra atitude

E muitas outras questões ditas importantes para nós.


Só que estas questões não se resolvem, mesmo que você se esforce bastante, apenas porque você  adia constantemente pequenas situações mais próximas da ponta de baixo do triângulo, isto é, supostamente mais simples de resolver.

E você me pergunta: “Que raio têm as pequenas coisas que adio a ver com as grandes que não consigo resolver?”


Muito simples. É tudo uma questão de atitude! Se você adia as coisas mais simples, vai ter em média sete vezes mais dificuldade em realizar as mais difíceis.

A sua atitude com as coisas difíceis é sempre menos eficaz, se a sua atitude com as coisas mais simples for a de adiá-las continuamente. Aliás, a tendência é precisamente a de se iludir mais facilmente e acabar sempre por não concluir nada.

Portanto, a solução passa por “arrumar” as coisas mais simples da sua vida. E como?

Começando a combater a preguiça através de uma atitude mais organizada e virada para a resolução dos pequenos problemas.

Assim, aquilo que deve ser feito, em primeiro lugar, é uma lista das coisas que você está adiando, dia após dia na sua vida, desde as mais simples às mais difíceis na sua concepção.

Com essa lista pronta, você deve escolher apenas uma tarefa por dia, nem que seja colocar na parede aquele quadro que está há meses encostado ou guardado em cima de um armário. Se não tem pregos ou parafusos, que isso não seja uma desculpa. Saia e compre.

Este exercício de resolver apenas uma questão adiada por dia, dará, ao fim de uma semana, a sensação real de que você, afinal, é capaz de resolver coisas na sua vida, o que vai fazê-lo  acreditar mais no seu valor e na sua capacidade de melhorar a sua vida.

O mais certo é que, ao fim de uma semana com resultados satisfatórios no combate à preguiça e adiamento, você vai querer continuar até sentir que todas essas coisas, há tanto tempo adiadas, estão, finalmente, resolvidas.


De repente, a sua atitude mudou e, consequentemente, a sua vida mudou e também a ideia que você tem de si mesmo.

A única coisa que falta aqui é a sua resolução de começar a fazer esse exercício.A minha responsabilidade termina aqui. A sua começa agora.

Eu eu sei que você vai conseguir! Vamos a isso?

Esta atitude vai trazer a você  uma sensação mais forte de que você é capaz de ser diferente do que tem sido até hoje e vai também fazê-lo acreditar mais em si mesmo e no seu valor.

É essa a ideia! Parabéns pela sua escolha!

___________

Direitos autorais da imagem de capa:  Pietra Schwarzler on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 23/11/2017 às 5:00






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.