publicidade

Por que sentimos vontade de voltar a ser criança?

É uma saudade às vezes tão boba, mas ela existe sim e a gente sente falta do nosso passado, de pequenas e simples coisas, de voltar no tempo mesmo.



Claro, criança também faz coisas chatas, mas adulto faz mais. Chato é dormir cedo. Não, chato mesmo é dormir tarde e ter que acordar cedo porque assim estipularam os adultos. E nós acordamos para resolver problemas. Nossos, dos outros, do mundo.

Nossas regras são mais agressivas e as exigências são maiores. É preciso se apressar sem querer, andar num ritmo louco sem ao menos saber exatamente o motivo. Correr atrás de coisas perdidas, do tempo perdido. E andamos tão perdidos.

Quem nunca sentiu vontade de chorar na frente de qualquer pessoa, pedir colo sem nenhum receio, dizer “não sei” a tantas perguntas?

POR QUE SENTIMOS CONTADE - FOTO 01


Fazer coisas de adulto todos os dias não é tão divertido quanto fazer coisas de criança. Crescemos e o lúdico vai ficando no caminho. Tantas vezes queríamos voltar para brincar só mais um pouquinho ou simplesmente se importar com nada.

Aquela história de encarar a vida com a mesma seriedade que uma criança encara uma brincadeira é pura verdade. E a vida podia brincar mais com os adultos, não acha? Íamos sorrir mais e sentir a alma mais leve.


Falando em sentir, podíamos sentir medo, vergonha, raiva e logo, logo tudo passaria, como passa para os pequenos. Pois é, só depois a gente percebe que tudo foi tão rápido. Como fomos bobos lá atrás querendo crescer. Quanta ilusão.

Lista de desejos, lista de amigos, lista de namoradinhos se transformaram em lista de contas, lista de compras, lista de afazeres. Esperar um Natal era uma comemoração a cada dia. Agora a gente parece só esperar que o dia termine bem.

Ser adulto é estar num lugar querendo estar em outro. Ter que representar em várias situações cotidianas. Dizer sim com vontade de admitir um sincero não. Ser adulto é não inventar mundos.

POR QUE SENTIMOS VONTADE - FOTO 02

Para a criança, problema mesmo, só aqueles de matemática, mas que com uma mãozinha de um colega e um pouquinho de atenção já se resolve. Para os “grandões” é estar sozinho em meio à multidão porque é preciso resolver-se diante da vida como tarefa diária.

E ainda lembramos que quando éramos pequenos muita gente querida não havia ido embora. Vamos crescendo e vamos perdendo. E como todos os adultos temos consciência de que podemos ir embora há qualquer momento.

Queria ser criança todos os dias porque descobri que não sou infalível, mas aprendi em algum lugar que precisava ser. E estamos sempre em busca da tal felicidade. Criança, apenas é feliz. Quero ser criança porque na verdade nunca aprendi a ser adulto.

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.