ColunistasCrônicasFelicidade

Qual a necessidade de uma geladeira mesmo?

Quando fui conhecer a casa que moro hoje em Londres amei tudo: meus flatmates, o jardim, a máquina de lavar e secar roupa, a sala, os parques que tem por perto. Mas uma coisa me assustou: não tinha geladeira! Numa casa com 4 pessoas nós teríamos que viver com um frigobar, o que significa menos de uma prateleira – bem da pequena – para cada casal. E agora?!?



Nunca achei que seria possível. Mas hoje, depois de pouco mais de 5 meses nossa “geladeira” as vezes está até um pouco vazia.

Primeiro que você aprende a comprar o que realmente precisa, não desperdiça comida e tem sempre tudo fresquinho. E depois você pára para pensar: pra que mesmo serve uma geladeira?

Fiquei pensando isso essa semana. Um dos presentes mais cobiçados por um casal quando casa é a bendita da geladeira. E hoje tem geladeira com 2 portas, geladeira que sai água, geladeira que te avisa quando tá faltando ketchup e elas até falam quando você está se sentindo carente.

Para uma família eu consigo entender. Mas um casal? Eu acho que das duas uma: se eles conseguem encher a geladeira de comida boa parte vai estragar ou sempre tem umas prateleiras vazias.


E se você reparar tem muita coisa ocupando espaço demais na sua casa. Para que tanto armário para guardar roupa? Para que tanto quarto e banheiro na sua casa? Para que tanto carro na garagem?

Meu pai me ensinou algo muito poderoso que se não me engano quem ensinou para ele foi meu avô: “filha, tudo isso é pedra!”. Tudo isso é pedra! Para que ocupar tanto espaço da sua vida com pedra?


geladeira

Quanto mais quartos e banheiros, mais espaço para limpar. Quanto mais geladeira, mais comida você coloca no carrinho, mais comida você joga fora. Quanto mais armário mais roupas você vai comprar. E no fim do dia sabe do que você vai lembrar? Do almoço divertido que você teve para comemorar o aniversário de um colega de trabalho, do seu chefe elogiando como você fala com os clientes, da sua mãe aprendendo a mexer no whatsapp só para falar com você, de ter adicionado a sua avó no facebook.

Tudo isso ai não foi feito com pedra. Acho que está na hora de rever como a gente administra os espaços nas nossas vidas para não ter que ficar preenchendo tudo com pedra.


O que ser garçonete me ensinou…

Artigo Anterior

Não quero caber nos sonhos de ninguém, quero apenas viver os desajustes do meu coração!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.