Quando a alma adoece…

4min. de leitura

Curando a alma!



Tristeza, decepção, raiva, baixa estima, depressão, todos são  sintomas do adoecer da alma. Ao nos afastarmos de Deus e deixarmos nossas emoções aflorar sem medida, sem o filtro do amor e do perdão, nossa alma adoece, e nesses casos, a única forma de cura está em encontrar o caminho que nos aproxima de Deus, a coragem e o agir decididamente para a autocura.

Muitas vezes não conseguimos sair dessa sozinhos, então nestes momentos, devemos recorrer a família e pedir ajuda. Estes sentimentos arrasam qualquer pessoa de qualquer ideologia, crença, sexo ou idade. Destroem famílias, empresas, amizades e a nós mesmos.

Vemos casos recorrentes de suicídios entre pessoas que estavam doentes da alma, que deixaram seus sentimentos dominarem sua própria razão, pessoas que estavam distantes de Deus. E a família não esteve perto o suficiente para perceber.


O mais importante é lembrar que não estamos sós, ao chegarmos a um estágio onde o amor próprio foge de nós, não devemos esperar passar disso para recorrermos a Deus, a família ou amigos e pedir ajuda. A ajuda muitas vezes começa com medicamentos e só  depois parte para o auxílio espiritual, quando deveria ser o inverso. Quando isso acontece não devemos deixar de buscar ajuda para nossa alma. Muitas vezes somente muito tarde nos preocupamos com nossa alma e é aí que está o perigo.

No caso de adultos, já somos conscientes e sabemos discernir com segurança, o que é certo ou errado, mas ainda assim não devemos nos descuidar. Os adolescentes, ainda estão em busca de uma certeza e vivem em constante conflito entre saber e conhecer, para eles devemos estar em constante atenção. Quanto às crianças, são os valores dos pais, que na maioria do tempo são passados aos pequeninos, que fazem com que tenham certos posicionamentos. Nunca nos esqueçamos: nossos filhos são os espelhos onde refletem nossa imagem e criação. Mas existem interferências que não conseguimos controlar, como escola e redes sociais. Por isso a importância da educação para Deus. Se nós adultos, buscarmos a Deus com mais frequência, nossa vida e de nossos familiares mais próximos, vão adquirindo o equilíbrio emocional que necessitamos para o dia a dia.

Ao nos conectar com Deus, nossa alma irá se curando e todas as curas físicas necessárias acontecem com mais facilidade. Quando estamos conectados com o Criador, reconhecemos que somos os únicos responsáveis por nossa evolução espiritual.


Consagrar-se ao Senhor nos torna pessoas mais centradas e cheias de amor. Isso nos dará a coragem de enfrentar as intempéries do mundo em que vivemos e, percebemos como é bom agir em favor de alguém. A resposta ao que semearmos é a certeza de que  estamos agindo em prol de nós mesmos.

Então fiquemos atentos aos nossos próximos! Amar ao próximo como a si mesmo. E quem são nossos próximos mais próximos? Do seu lado pode ter alguém precisando da ajuda que você pode dar: um abraço, um carinho ou amor!

Beijos na alma!

Denise Floreste

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.