Que bom que você chegou!

4min. de leitura

Que bom que você chegou!

Confesso que não esperava sua chegada e muito menos sua permanência, mas, a partir do momento que você colocou seus pés por aqui o meu mundo se revitalizou de uma maneira incrível.



Você, como uma boa mágica passou pela minha porta com uma facilidade que todas as correntes, que antes barravam a entrada de qualquer pessoa, foram despedaçadas e descartadas, seguidamente. Pela entrada começou adentrar tanta alegria que tive um ataque de sorrisos por várias semanas.

No início eu não consegui distinguir o que eram aqueles sintomas, e você continuava me causando diversas manifestações gostosas e diferentes.

Meu mundo sempre foi negro, até porque é a melhor cor, e você chegou me trazendo mais cor para ele. Você como uma ótima pintora, combinou o preto básico, e colorizou em um preto fosco, preto brilhante, preto mais preto, preto concentrado. Rapidamente aquele mundo simples se transmutou para um mundo totalmente complexo. Mas é claro que um complexo gostoso de ver, de sentir e de viver.

Você como boa feiticeira fez toda aquela inércia em animação, trouxe vida para sentimentos mortos e uma lista com novas emoções que nunca havia sentido. Você me fez sua nova moradia. Restaurou algumas partes da casa que foram deterioradas com o tempo, jogou fora aqueles arquivos inúteis cheios de mágoas e ressentimentos, e plantou por toda volta o amor.


A chuva logo chegou para lavar e retirar as sujidades que permaneciam ali e levou embora tudo que era desnecessário. Você como boa jardineira teve a paciência de regar todo dia o amor, encher de carinho e alimentá-lo com as proteínas necessárias. E em pouco tempo o amor cresceu, amadureceu e expôs sua beleza para quem quisesse ver.

Começamos a nos alimentar todos os dias dos frutos do amor e ele começou a criar raízes pelas nossas veias, a se ligar em cada átomo do nosso corpo até se tornar uma parte de nós.

Você como uma boa química causou as melhores reações e equilibrou o nosso sistema totalmente homogêneo.

Então, você me ensinou a voar. Levou-me para passear para cá e para lá. Mostrou-me todas as novidades pelo mundo e, pela primeira vez, eu senti a leveza da paz invadindo meus pulmões e revertendo na certeza que sua presença só me fazia bem. E assim você como uma boa humana olhou nos meus olhos, segurou minha mão e me aceitou com todos aqueles defeitos e qualidades.


Levou-me para conhecer um novo caminho e me permitir a viver tudo que o amor pode oferecer.

________

Direitos autorais da imagem de capa: stocking / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.