Quem foge de pressão está automaticamente fugindo do crescimento. Não se esqueça: crescer dói, mas vale a pena!

5min. de leitura

O estresse do crescimento é muito menor do que o estresse do fracasso e da estagnação. Cada dia que você passa se limitando é um pouco de você que morre. Não morre um pouco de quem você é, não. É pior. Morre um pouco de quem você poderia ser.



A pressão criada que nos traz a ideia de que temos que ser jovens bem sucedidos, decididos e cheios de certeza quanto a vida aos vinte e poucos. Observo nascerem crises e mais crises de ansiedade e identidade em mim e nos meus amigos, com uma cobrança surreal pelo ideal de sucesso que criamos.

Mas, por mais afobados que sejamos, vejo crescer também uma geração de gente que tem feito coisas melhores cada vez mais cedo. Além disso, criamos concepções irreais de como deveria ser nosso futuro imediato.

business man growing up single money sprout


Queremos estabilidade, tempo para viajar, reconhecimento na carreira, qualidade de vida, relacionamentos profundos, um cachorro que nos ame, vizinhos que não façam barulho depois das 22h, queremos ser recebidos com tantas glórias sem nem lutar um pouco para que elas cheguem. O que mais tem é gente infeliz no mundo, gente frustrada com o que tem feito na vida.

Gente apenas sobrevivendo em vez de viver de verdade. Gente que nunca vai conseguir ter tempo de verdade, pois não há um verdadeiro motivo para se ter mais tempo. Muitas pessoas só conseguem enxergar o hoje e nem querem imaginar o que será amanhã. Vivem o presente até ele se esgotar, sem criar um futuro que permita uma vida plena.

A vida está tão no automático que essa construção do amanhã não é muito levada em consideração.


Certo que as coisas não são fáceis e dá vontade de largar tudo, eu entendo! Afinal, são tantas as obrigações que se criaram por aí que os braços cansam, as pálpebras se fazem pesadas e a esperança de encontrar uma rotina melhor se esvai. É preciso ter paciência, a passos pequenos, você caminha na direção de seus sonhos. É complicado lidar com a pressão que vem dos outros, com as pedras que surgem no caminho, com o nervosismo do novo te provocando a todo instante e tudo o que nos faz acreditar que não dá mesmo para sossegar o coração.

Ser paciente não significa sobrecarregar-se de sofrimento interno, nem estar vulnerável ou ser permissivo com relação às condições externas. Ter paciência não é ser uma vítima passiva da desorganização alheia. Autocontrole advém do autoconhecimento.

Uma vez que soubermos reconhecer nossos limites, seremos capazes de não perder o controle simplesmente por respeitá-los. Saberemos o momento certo de parar quando não temermos mais nos sentir impotentes diante dos fatos, pois, ao reconhecer nossos limites, aprendemos que “dar murro em ponta de faca” irá nos ferir ainda mais. Isto não quer dizer que iremos nos tornar covardes.

Ao contrário, por meio da paciência, conseguimos desenvolver uma autoimagem capaz de confiar na capacidade de seguir em frente de forma segura e contínua, sem precisar lutar contra o mundo. A possibilidade de cultivar a paciência advém da força de ir além da negatividade, ao invés de interagir com ela. Não se pode desistir!

quem-foge-da-pressao

As incertezas dessa vida são muitas, mas sabemos que o tempo vai passar de qualquer maneira, esteja então lutando pelos seus sonhos, mas saiba que infelizmente, ou felizmente, há tempo para tudo, para plantar e para colher. Toda essa pressão é um processo seletivo natural que separa os fracos dos que estão verdadeiramente decididos a vencer. Precisamos aprender a lidar com a pressão.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 13/11/2016 às 5:06






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.