publicidade

Quero ser zen! – 7 passos para uma vida equilibrada:

A palavra Zen tornou-se sinônimo de uma vida equilibrada, espiritualizada, leve e cheia de auto realizações. E não é à toa, pois a origem da palavra vem de tradições muito antigas, do sânscrito dhyana, que significa um estado de extrema contemplação (ou estado meditativo).



Levar uma vida Zen em meio a tanta agitação (como vivemos hoje nas capitais) tem sido uma ótima opção para muitas pessoas, por se sentirem desequilibradas, agitadas e cada vez mais ansiosas. Mas será que é tão simples levar uma vida Zen? O que afinal é ser Zen?

No conceito Quero Evoluir e Pandora, ser Zen é levar uma vida equilibrada. De nada adianta querermos buscar apenas uma aparência mais serena, usar roupas mais leves e fazer práticas de exercícios Zen se não equilibrarmos todos os distúrbios que nossa vida pode ter, seja no âmbito pessoal, profissional, emocional ou espiritual.

Para ficar mais simples de entender e praticar, elegemos 7 passos que podem equilibrar sua vida e fazer com que realmente você seja uma pessoa mais Zen.

Acompanhe e pratique!


1.Comece equilibrando o sono e a fome

Sim! São os fatores que mais podem ajudar para iniciar uma vida Zen. Se nos policiarmos para que nossa alimentação e nosso sono sejam mais equilibrados, eles podem ajudar a não termos nenhum tipo de distúrbio físico que nos causam nervosismo, ansiedade ou cansaço. Portanto, regulando nosso sono para dormirmos apenas o necessário (nem muito e nem pouco), todas as noites, e também colocarmos horários e limites para comer (não comer muitas besteiras e nem comer demais ou de menos), nossa vida já terá um ganho de qualidade imenso. Isso nos trará mais energia para lidar melhor com nossas atividades diárias e com certeza será uma ajuda para levarmos uma vida mais leve.


2.Modere seus prazeres

Temos a tendência de sempre curtir nossos prazeres ao extremo: quando vamos a uma festa, curtimos até o último instante e com todas as regalias que podemos; quando trabalhamos com algo que gostamos, trabalhamos por horas sem descanso. Moderar é sinônimo de disciplina, que inclusive é uma das bases do caminho da Yoga. Portanto, discipline-se para entender em que momento da sua vida você está exagerando nos prazeres, que também podem ser pequenos (com comidas ou bebidas, por exemplo) e mudá-los para fazer “apenas o suficiente”. Reflita também sobre aquilo que não está mais te trazendo prazer na vida, porque isso acontece, e troque a motivação para ter mais prazer nas coisas “chatas” ou “difíceis”. Isso te trará mais felicidade e estabilidade emocional.



3.Equilibre suas atividades

Atividades físicas ou atividades pessoais / profissionais também têm de ser equilibradas. Assim como pontuamos os “extremos” no passo anterior, nas atividades não somos diferentes: fazemos pouco quando podemos por preguiça e fazemos muito quando podemos para aproveitar o tempo. Fazer um roteiro de atividades e descansos é necessário, para que nem um e nem outro fique saturado e te suga energias.


4.Melhore seu relacionamento interno e externo

Muitas pessoas também têm o costume de se autocriticar demais, se auto cobrar demais ou apenas não ouvir o que sua intuição ou seus sentimentos estão querendo dizer, piorando cada vez mais seu relacionamento interno e só agindo em prol do externo. Pratique mais o autoperdão, a autoaceitação e a auto gratidão. Agradecer, perdoar e aceitar nos livra de muitos sentimentos pesados e densos, que nos prendem a uma vida triste e rancorosa. Isso melhorará com certeza também os seus relacionamentos externos, pois ao se aceitar, os outros também passam a te aceitar. Experimente!


5.Se expresse de maneira mais positiva

Geralmente, no dia a dia, a reclamação é algo comum. Adoramos reclamar de pequenos problemas, de acontecimentos que estão fora de nossas expectativas, ou ainda falar mal de alguma coisa ou de alguém. O que não percebemos é que essas atitudes mais afetam as nossas energias do que ajudam. Estamos sempre criando padrões negativos em nossa mente e em nossa vida, que não vão levar a nada. Portanto, se expressar de maneira mais positiva, adotar mais hábitos de elogios e mudar pontos de vista negativos para positivos ajudam bastante a levarmos uma vida mais Zen. Além de trazer mais felicidade, pode mudar o dia de outra pessoa a seu lado e deixá-lo mais positivo também.


6.Leia bons livros

Ler livros de conhecimentos gerais e espiritualidade ajudam bastante a expandirmos a nossa compreensão sobre a vida e saber lidar melhor com os problemas que temos. Opte por colocar o hábito da leitura em seu dia a dia e pratique aquilo que fizer sentido para você, do que você está lendo. Pequenas práticas diárias, de ensinamentos espirituais ou evolutivos, vão fazer com que mudemos aos poucos a nossa vida para o positivo e o Zen. Uma boa dica são os livros da Editora Omnisciência. Muitos deles são de ensinamentos profundos passados de maneira simples e cotidiana, principalmente quando se trata de tradições milenares, como o Hinduísmo ou o Taoísmo.


7.Pratique meditação

A meditação é uma reconexão do ser. Um simples estado de clareza e melhor percepção das coisas ao seu redor. Praticar meditação não é algo complexo ou que requer um conhecimento profundo. Portanto, pode ser praticada por um período curto, todos os dias.

Ser Zen é uma prática diária. É um estilo de vida. Portanto, experimente as práticas que fizerem sentido para você e adote essa postura de paz e harmonia em sua vida.

Boas práticas e boas descobertas _/\_

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.