publicidade

Raiva, rancor e perdão.

O rancor:

A raiva e o rancor são emoções muito fortes, que desgastam nossa energia de várias formas.



A raiva na realidade, é um sentimento superficial. Não porque seja trivial ou falsa, mas porque existem muitos outros sentimentos por debaixo dela.

Quando nos perdemos na raiva, ficamos surdos para os sentimentos mais profundos.

Aprendemos a escutar somente aqueles que gritam mais alto.

A raiva é uma intensa reação emocional de quem se sente ameaçado de alguma forma.


A raiva, quando surge, pode expressar-se aberta e diretamente ou ocultar-se dentro da pessoa, de um modo calado e persistente, como um ressentimento crônico.


O ressentimento:

O ressentimento nada mais é do que uma sensação constante de ofensa ou de má vontade que persiste mesmo depois de passada a sensação que o provocou.


O ressentimento foi comparado ao ato de se agarrar uma brasa acesa com a intenção de passá-la a outro.

A palavra ressentimento vem de ressentir, isto é, voltar a sentir intensamente.

Quando estamos ressentidos, sentimos a dor do passado com intensidade e durante muito tempo, afetando nosso bem-estar físico e emocional. (Robin Casarjian)


Os falsos benefícios da raiva:

Para muitos de nós, deixar a raiva e o ressentimento irem embora pressupõe um grande risco, como se viver com ele nos trouxesse algum benefício.

A raiva e o ressentimento são muito poderosos até o momento em que tomamos consciência deles e descobrimos formas mais saudáveis de reagir.

O motivo mais óbvio para perdoar é nos libertarmos dos efeitos debilitantes da raiva e do rancor crônicos.

Ao que parece, essas emoções são as que mais convertem o perdão em um desafio que pode ser uma grata possibilidade para quem deseja uma paz maior.

__________

Direitos autorais da imagem de capa: altanaka / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.