Se a vida lhe deu um limão, não faça uma limonada. Faça uma musse!



Não decidimos o que a vida faz com a gente, mas somos os responsáveis por aquilo que faremos com o que a vida fez da gente.

Muitas vezes, sonhamos com uma vida fantástica e bem-sucedida. Sem problemas financeiros, com um amor bom e um trabalho feliz. Então, olhamos para o vizinho que tudo tem e nos sentimos incapazes. Não compreendemos que a felicidade não está calcada em uma medida de valor do ser humano. Não. Porque ninguém é melhor do que ninguém.

Sabe aquela pessoa que você admira tanto? Pois, então, ela também falha, tropeça, fica com raiva, comete deslizes, fala muita besteira e até fere os outros. Sim, mesmo que a vida dela pareça perfeita, ela tem muitos defeitos, como qualquer ser humano normal. Pode inclusive estar em depressão, sem que você faça a mínima ideia.

Por outro lado, talvez, ainda lhe falte também a noção de que todo mundo tem sua especialidade e talento. Inclusive você que está lendo este texto. Então, a pergunta é: “Por que algumas pessoas são tão bem de vida e você sofre tanto com os boletos no final do mês, com relacionamentos nada saudáveis ou sua carreira não engrena?” Pois, aqui vai a resposta:

A diferença entre ser feliz ou não está muito longe de capacidade e valor humano. O que difere a vida de uma pessoa para a outra são as suas escolhas.

Isso mesmo, cada respiração, cada minuto da sua vida é preenchido por suas decisões, as quais o levaram exatamente onde você está. Nosso caminho é uma sucessão de eventos e escolhas. O destino se revira e nos joga em várias situações o tempo todo, mas ele não nos prende nelas. Por isso, sempre haverá uma forma de contorná-las. E cada um optará pela sua maneira de sair dessa condição. Sim, pode ser duro reagir e muito difícil tomar uma decisão. Quiçá demore muito mais do que se imagina, mas nada é impossível! Só depende de você.

É por isso que duas pessoas de um mesmo lugar podem tomar caminhos completamente diferentes. Vide dois irmãos que nasceram e cresceram na mesma família, e seguiram destinos opostos. Por falta de oportunidade? Não! Porque somos os responsáveis por nossas escolhas.



Não adianta lamentarmos pela nossa situação econômica, pela ajuda que não temos, pela falta de sorte ou por como a vida foi injusta com a gente, apontando as facilidades alheias.

Também é uma escolha deixar o drama para trás, arregaçar as mangas e mandar ver na vida. Até porque muitas pessoas já estiveram no mesmo lugar que nós, mas escolheram não permanecer.

Elas optaram por lutar, por mudar. Por construir uma vida que valha a pena. Poderiam ter desistido, ou usado da malandragem, da displicência, da negligência e criar seus próprios transtornos, entretanto, escolheram ser felizes e brilhar.

E todos escolhem! Um jornalista, um médico, um vendedor, um empresário, um cabeleireiro, um mochileiro. Um político corrupto ou o honesto. E cabe a cada um dos seres nesse mundo optar por mentir, roubar, deixar de estudar para a prova, faltar à entrevista de emprego, trair o cônjuge ou um amigo. Agredir ou insultar. Ir para a academia e evitar o doce. Ninguém pode fazer essas coisas por nós. Talvez esse seja o grande segredo da vida! Somos o resultado de nossas escolhas!

Por isso, opte agora pelo que trará as melhores consequências à sua vida. Prefira ser feliz, conviver com quem ama e lhe faz bem. Escolha construir uma linda história de vida. Invista mais em você do que em celulares. Faça um curso, estude aquilo que sempre sonhou, desenvolva suas habilidades, troque de emprego, de marido, de namorada. De cidade, de país. Opte por fazer de um limão musse de limão e mude o seu destino, pois a vida é muito curta para ser desperdiçada com escolhas erradas.

Portanto, da próxima vez que encarar o futuro, leve em conta apenas o que é melhor para a sua vida, de verdade, pois, afinal, você faz as suas escolhas, e elas fazem você.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/standrets






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.