Se você acha que as coisas em sua vida estão muito difíceis, pare tudo e leia isso!

4min. de leitura

É muito importante entendermos que “difícil” não é sinônimo de “impossível”. Pelo contrário!

É exatamente naquele momento de dificuldade que a parte criativa do ser humano consegue transformar os obstáculos em “possibilidades”. 



É quando consegue compreender também que “o todo é maior do que a soma das partes”; e descobre que para sentir-se pleno (e compreender o que é essa tal de Completude do Ser), precisa que todas as partes de sua vida estejam e sejam harmônicas, completando-se e sendo continuamente completadas.

Ao fazermos uma retrospectiva da nossa vida, percebemos que todas as situações que vivenciamos surgiram na medida exata da nossa necessidade de aprendizado em cada momento. 

E nesta retrospectiva, conseguimos perceber que fomos absolutamente capazes de resolver – de um jeito ou de outro – todas as situações necessárias.

Isto é o que representa a essência do processo de evolução do SER: lições a serem aprendidas, resoluções a serem tomadas, decisões a serem implementadas. 


A forma como reagimos a tudo o que nos acontece é que define, em grande parte, a pessoa que somos… e, da mesma forma, definirá a maneira como iremos percorrer os próximos trechos do nosso caminho.

Então, descubra como você está reagindo aos problemas que precisa enfrentar e resolver; analise qual a real importância e qual o valor que você dá para cada situação; reveja qual o “peso” você sente em “seus ombros”, no sentido de trazer para si uma responsabilidade maior do que aquela que é exclusivamente sua e que, exatamente por NÃO ser sua, torna-se pesada demais.

Uma das coisas que precisamos aprender é a conjugar adequadamente o verbo COMPARTILHAR. Precisamos aprender a compartilhar não só as coisas boas, mas as ruins também. Quando não compartilhamos ficamos sobrecarregados, ou seja, levamos nos ombros uma “sobre-carga”, um “sobre-peso”, uma bagagem excessiva – por não ser apenas nossa; e com isso, corremos o risco de tropeçar em nossos próprios desencontros. 


Reflita e analise se não é exatamente isso que você está fazendo neste momento: carregando fardos que não são (unicamente) seus, sentindo-se sobrecarregado e estressado demais, e até mesmo, achando-se incapaz de resolver determinadas situações por considerá-las impossíveis.   

Reflita também sobre quem está lhe fazendo companhia neste caminho: você vê pontes ou só abismos? Vê uma estrada tortuosa e esburacada ou também consegue perceber a paisagem?

Você está apenas reclamando de tudo ou está se esforçando para transformar seus sonhos em realidade – e até mesmo para transformar a SUA realidade?   

Enquanto você continuar reclamando de tudo você continuará, também, a usar a palavra “difícil” como sinônimo de “impossível”.

Em contrapartida, a partir do momento em que você decide parar de reclamar, muitas coisas se tornam possíveis pois você consegue focar sua atenção na solução e não mais no problema.

E, desta forma, você passa a agir tal qual um maestro, cuja regência auxilia os músicos a orquestrar o grande baile que é viver a vida: repleta de possibilidades!

__________

Direitos autorais da imagem de capa: joseasreyes / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.