5min. de leitura

Sim, você pode ter uma existência plena!

Sonhar é muito bom! Nos sonhos podemos tudo!

Na vida real, por mais feridas, dor, ou desconforto que tivermos nessa existência, tudo é passageiro.


Como visualizar as águas de um rio que nunca são as mesmas, pois elas seguem para o seu destino, misturando-se e se conectando com o ambiente… e vão. E as águas passam. Quando voltam em forma de chuva, estão transformadas, evoluídas para um novo ciclo, estão diferentes agora.

Emocional, financeira, pessoal, familiar, qualquer questão que surja na vida se resolverá, passará. Tudo passa.

Sim, esta é uma verdade que incomoda pessoas que, por algum motivo, recusam-se a seguir e querem que as coisas sejam do jeito que elas pensam. Ainda que de alguma forma possa dar resultado, mas a que custo? No entanto, isso é peculiar de cada SER.

Cada SER decide o que e como fazer suas escolhas e tomar suas decisões. Deixar de crescer, de evoluir também faz parte deste pensamento e deve ser respeitado. O não querer evoluir, o não querer seguir, o não querer ser questionado é uma opção. Pergunto: o que alimenta o SER?


Além dos alimentos, o que alimenta cada pessoa é o desejo. Desejar ser. Todos desejam ser pessoas bem-sucedidas. Ter seu lugar ao sol. Brilhar. Desfrutar do bom e do melhor. Visualizar e planejar roteiros de viagem. Multiplicar o que já tem. Ter estabilidade.

No entanto a realidade faz com que cada SER fique restrito. Acuado.

Um complemento de nossa memória, um aditivo, são as experiências. Estamos e movimento, se paramos perdemos a maravilhosa oportunidade de desfrutar o momento. O agora é o que importa. Não o ontem ou o amanhã.

O ontem não importa, porque já é passado. O amanhã não importa, porque não sabemos como será, nem se desfrutaremos o próximo dia. O único momento mais importante, é o hoje, é o agora.


Com um pouco de sensibilidade e percepção, ser passivo pode ser necessário.

Nossa história, deve ser reconstruída quantas vezes nos permitirmos e acharmos que for necessário. Sua história é sua, a minha história é minha. Eu não quero e não pretendo que ninguém escreva a minha história, a não ser eu mesmo.

Juntos podemos fazer parte de uma missão. Juntos podemos realizar coisas. Juntos nos ancoramos e nos empoderamos.

Mas minha missão, meu IKIGAI e minha história, e é somente minha.

Com a compreensão de que tudo passa, que nada é eterno, de que respeitamos nossos desejos e vontades, de que nos permitimos caminhar e seguir em frente, que todas oportunidades são um aprendizado na vivência desta vida, que o agora é o momento mais importante, que todas as experiências são válidas, então, você já tem e vive uma existência plena.

Seja diferente, mesmo sendo você mesmo(a). Sinta e viva sua existência! Ter gratidão por tudo, por todas as coisas que acontecem com você é um presente.

Mesmo que o presente em um momento seja doce, noutro amargo, você sabe o sabor, ou da doçura, ou da amargura, esta é a lição. Ter perdão consigo e com os outros. Erre e cresça, acerte e avance. Não fique e deixe seu SER parado.

Ame incondicionalmente. Amar incondicionalmente atrai semelhantes, ligando, compartilhando, essa maravilhosa conexão, mesmo que por um breve momento mágico, mas que valerá por tudo. Faça acontecer!

O que faz seu SER perceber que está vivo é o agir! Haja com amor, gratidão, perdão e sentir. Parabéns por ter uma existência plena! Seja você!

Namastê! Gratidão! Omituofo!


Direitos autorais da imagem de capa: wallpapers Ann Nevreva




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.