Sonhos são desejos tão particulares, verdadeiras pérolas escondidas…

5min. de leitura

Sonhos são desejos tão particulares, verdadeiras pérolas escondidas em conchas que guardamos no fundo de nosso peito. Neles, não há limites ou exageros.

Sonhamos com o muito, com um pouco de tudo, sonhamos em ser mais, em ser melhor.



Queremos ser bons no que fazemos, ter alguém para amar, queremos aprender novas línguas, lutamos para conquistar cada desejo que mora dentro da gente e quando conseguimos, não paramos de buscar, outros desejos, novos sabores, sonhos em branco para colorir outra vez.

O segredo da felicidade é nunca parar de buscar, nunca parar de crescer, procurar, tentar outra vez. Partir sempre que chegar lá e ainda assim, continuar inteiro.

Às vezes, esses desejos mudam, e isso não significa fracasso ou desmerecimento. Talvez o próprio destino se encarregue de mudar as velas da embarcação, para proporcionar novos olhares.

Talvez as cordas do violão surrado, já não afinem para acompanhar o ritmo como antes, o que não significa necessariamente que o instrumento é ruim. O ritmo é solo, busque sintonia, a magnitude da orquestra é a harmonia dos iguais desiguais, UNIDOS e na mesma frequência.


A vista do norte pode ser linda e acalentar seu coração, mas a do sul, pode ter aquele cheirinho de chuva e terra molhada que afaga sua alma. O que não lhe serve agora,  serviu ontem, e pode vir a ser útil amanhã, ou não…

O que importa é o discernimento de que somos donos de nossas escolhas, vidas e ações, todos subordinados a algo maior que nos escapa o entendimento.

Precisamos estar preparados para as constantes mudanças das engrenagens  da vida.


Precisamos vigiar pensamentos, ações e vibrações, como um pastor que zela cuidadosamente de suas ovelhas, o dever é nosso de pastorear nossas emoções. Nosso! De mais ninguém.

Corpo, mente e espírito alinhados na intenção de impulsionar mudanças positivas, de realização de sonhos, de fechamentos de ciclos e aberturas de portas novas, de janelas com peitoril ou varandas, cheias de luz e visão nova.

Importa entender que quando nutrimos em nós – um amor genuíno e incondicional – por nós mesmos, o amor do próximo refletirá tal qual um espelho, nas mais diversas maneiras e medidas.

Nestas mudanças de rumos, trocas de ciclos, atenham-se aos propósitos de almas.

Nada morreu, nada feriu. Tudo viveu o tempo que precisara e em nós deixou a marca do aprendizado, para o bem ou para o mal… Aprender nunca é ruim, não acham?

Deus une propósitos, atrai semelhantes; nós, com nosso livre-arbítrio, devemos nos respeitar, amar e atrair para nossas vidas, toda a magnitude de bênçãos que almejamos.

Nossa parcela de contribuição nesta jornada, é puxar para nós – com aquilo que pensamos, aceitamos e sentimos – energias que harmonizem com as nossas, tal qual aquela orquestra mencionada.

Tenha equilíbrio em suas escolhas, paciência entre as alternâncias das subidas e descidas, é neste diapasão do adaptar-se que a vida te ensina as maiores lições, e daí você aprende o que importa, você aprende a ser grato e de grão em grão, o aprendiz tornar-se-á professor. O professor terá novos alunos e vidas serão transformadas.

Na tênue linha do autoequilibrar-se, muros foram, são e continuarão a serem escalados, pois toda chegada leva consigo um pouco de partida. Nossas missões não perecem quando se realizam, mas multiplicam-se. Nesta jornada, precisamos entender que fazemos parte de algo infinitamente maior, vivemos em comunidade e nossa missão é entender que o mundo só será um lugar melhor, quando cada um entender o sentido de viver em comunhão. Com outros. Com nós mesmos. Com Deus.

Realizem seus sonhos, fabriquem outros tantos; toque uma vida, incentive um plano, e depois outro e outro… juntos somos mais fortes! E todos somos parte de um plano maior.

Sejam luz. Queiram luz. Sonhos precisam de luz para brilhar!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: savageultralight / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.