ColunistasDesenvolvimento Pessoal

Tal qual um gps – é no momento presente que suas escolhas são feitas.

Vivemos nossas vidas seguindo por caminhos que escolhemos (mesmo que inconscientemente) e, é lógico que estes caminhos nos conduzem a lugares que nem sempre queremos estar ou ficar.



Você já viu como funciona um GPS? Você coloca no mapa o lugar onde você está e também o lugar para onde deseja ir e o GPS vai lhe mostrar qual a via mais rápida e mais curta.

Até aí, tudo bem. No entanto, o GPS não lhe informa se esta é a via mais segura. Fique atento, pois a prudência é um excelente atributo que nos afasta de riscos indesejados e desnecessários.

E, voltando ao GPS, à medida que você vai percorrendo o caminho indicado, caso você decida seguir em frente, quando for avisado para entrar na primeira rua à direita, ele rapidamente encontrará outro caminho para lhe orientar a chegar no destino desejado. Certo?


Agora, faça um exercício e compare a sua vida como sendo guiada por um GPS. Você sabe o lugar onde está e também o lugar aonde quer chegar. E faz o que é necessário para realmente dirigir-se àquele ponto desejado. No entanto, por algum motivo, em determinado momento você decide alterar um pouco a sua rota e muda o seu caminho.

O que você acha que pode acontecer? Nada grave, eu lhe garanto. O que acontece é que você continuará com a liberdade de escolher seguir para o seu destino desejado, só que por outro caminho, ou, você também pode escolher outro destino e outro ponto de chegada.    

A única coisa que você precisa ter sempre em mente é que para alterar as rotas futuras, tal qual um GPS, você, necessariamente, precisará alterar as escolhas de agora.

É no seu momento presente que suas escolhas são feitas. E, igualmente, são elas que o conduzem para o lugar aonde você quer chegar.


Você pode escolher o seu próximo destino, e alterá-lo, se sentir que é necessário. Da mesma forma, você pode, a cada ponto de chegada, definir novos e novos e novos destinos. Assim é a vida. É uma contínua experiência de pontos de partida e de chegada.

Mas, o mais importante talvez seja o cuidado que você precisa ter para não ficar parado, indeciso, amedrontado ou inerte, sempre que aparecer uma bifurcação neste percurso. A bifurcação exigirá de você uma tomada de decisão.

É aqui que todo o seu autoconhecimento será colocado à prova, pois tudo o que você sabe sobre você mesmo será evidenciado. Durante toda esta viagem que é a sua vida, você fez escolhas e o resultado dessas escolhas definirão, em grande parte, o seu próximo destino.

Esta urgência do autoconhecimento aparece quando você se depara com a famosa bifurcação, pois ela representa a sua parcela de responsabilidade pelos seus próprios resultados, ou seja, pelo seu destino. No entanto, não deixe que as possíveis bifurcações o paralisem ponto de não conseguir fazer uma escolha e tenha muito claro de que este é mais um dos processos pelos quais passamos enquanto estamos imersos nesta aventura ousada chamada VIDA.


Entenda que foi você mesmo que o trouxe até aqui e, igualmente, é você o responsável por transformar a sua realidade: mantendo o que lhe faz bem ou mudando o que não mais lhe agrada.

E isto, sem dúvida, é um exercício fantástico da liberdade de ser e de existir. Não se assuste quando o seu GPS rapidamente mudar a rota porque você escolheu seguir por outro caminho, mas lembre-se sempre de que cabe somente a você seguir o caminho sugerido ou escolher livremente aquele que você quer percorrer.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: barashenkov / 123RF Imagens


Jaspe – “mãe de todas as pedras”. Conheça o seu poder:

Artigo Anterior

“extraordinário”: abençoados os que enxergam com o coração!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.