ColunistasVida Plena

Tempo de despertar

Muitas são as lições que aprendemos na vida. Ainda sim, nos encontramos no processo de construção e reconstrução, de reconhecimento de nossas fraquezas. A fraqueza é um estado. Ela oculta a força quando permitimos sua abertura, fragmentando todo o nosso ser.



Se saio para o trabalho, rigorosamente o despertador toca avisando-me que há muito o que fazer. O tempo…sempre ele… O maior despertador das almas, não perdoa enganos, cobra as consequências como pagamento de seu uso. O tempo é uma via de mão dupla.

O espaço de tempo que cobra, destrói, desgasta e mata é o mesmo que cura, restaura, acelera e desperta. Tudo depende da dimensão de nossas ações e sentimentos.

TEMPO DE DESPERTAR 01

O certo é que sempre existe o convite para um novo recomeço, justamente pelo fato de existir uma vida que te espera de braços abertos, sonhos a serem vividos, energias a serem canalizadas, esse é o tempo do despertar…


Despertar é dar a vida outro sentido que vai além do relógio. É ter coragem de sonhar e ir à luta. Hermann Hesse, disse certa vez que, o verdadeiro ofício do ser humano é encontrar seu próprio caminho.

São muitas as incertezas, talvez eu nem desperte, talvez queira ficar um pouco mais em minha zona de conforto, talvez nem queira acordar quando o relógio tocar, talvez eu prefira tomar aqueles comprimidos para não ver o tempo passar, talvez me falte a coragem necessária.


Afinal, quando vou abraçar meu crescimento? Quando estiver no fim da vida tendo perdido o melhor de mim!? Quando não houver mais chances para recomeçar?

TEMPO DE DESPERTAR 02

Não é de viver que devemos ter pressa. E sim, ajustar o tempo para cada ensinamento. Tempo para curtir minha própria companhia, tempo para melhorar minhas atitudes e palavras, tempo para distribuir abraços e sorrisos, tempo de enfrentar meus piores medos, tempo de consciência de que tudo o que faço tem lei de retorno, tempo para ser mais gentil e humano, de reconhecer que mesmo possuindo fraquezas e limitações que sou ser independente e único, que não necessito de complemento, apenas de somas em cada grau de vivência.


Quando reconhecemos tudo o que somos, descobriremos que o despertador sempre esteve aqui, dentro de nós mesmos. Tocando a todo instante, te lembrando o valor que cada segundo possui, que sempre há possibilidade de mudança quando se almeja, que a fé é mais do que uma palavra monossílaba, que o tempo para despertar já chegou.

Empodere você! enDeuse você! e assim você respeitará o poder de Deus no outro!

Artigo Anterior

Provérbios 23.7: “assim como você pensa na sua alma, assim você é!”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.