Todo amor é verdadeiro em suas particularidades e nenhum encontro acontece por acaso…

4min. de leitura

Às vezes, as coisas dão certo, você conhece alguém legal e por um momento, dias ou meses você acredita ter encontrado sua alma gêmea, o amor da sua vida, e pensa que se não for com essa pessoa, não será com mais ninguém.

Mas, em toda nossa imperfeição, cedo ou tarde, alguém erra… e o outro se decepciona. É a lei da vida, mas nós ainda não aprendemos a compreender, porque estamos somente preocupados em sentir.



E então, o castelo de cartas começa a desmoronar, porque o nosso conceito de eternidade sempre foi errado.

Hoje, eu vejo que somos seres feitos para amar, então, por que nos fizeram acreditar que podemos amar apenas uma vez? E que existirá somente um grande amor durante nossa vida?

Eu não sei você, mas eu já amei algumas vezes, de formas diferentes, porque ninguém é igual, ninguém dá amor igual ao outro, então, cada pessoa desperta aspectos diferenciados do amor maior que carregamos no peito, então, se recebemos esse sentimento de formas diferentes, é certo que iremos também amar de maneiras distintas.

Alguns amores duram mais, outro menos e, às vezes dói saber que poderia ter sido muito mais, mas não foi, porque o destino tinha outros planos, para nós e para ‘eles’.


Eu também aprendi que podemos sentir saudade, sem, necessariamente, querer alguém de volta, porque aquela ferida que dói e não se sente, às vezes, insiste em se fazer presente.

Eu acho que todo amor é verdadeiro em suas particularidades e que nenhum encontro nesse plano de vida acontece por acaso, então, como disse o poeta, que não seja imortal posto que é chama, mas que seja eterno enquanto dure, e que durante nossas várias eternidades vividas nessa jornada, a gente faça a diferença na vida do outro e que os bons momentos fiquem, que os guardemos na memória, na alma e no coração. E mesmo depois de um possível fim, que a gente possa ser uma lembrança boa.

Existem situações e coisas que não podemos explicar, que simplesmente acontecem, então, deixe o fogo que arde e não se sente queimar por quanto tempo a chama se mantiver acesa.

A ferida que dói e não se sente, uma hora ou outra será sentida e ressentida, por isso, aprenda a perdoar e se colocar no lugar do outro, pois todos têm motivos para agir da maneira que agem, porém, isso não significa que você deva aceitar e ficar.


Vá embora, quando tiver que cair, deixe para trás sonhos de uma vida a dois, se achar que vai ser melhor assim.

Melhor desistir do casamento, namoro ou seja lá o que for, do que fazer alguém infeliz ou ser infeliz para sempre.

Só não desista nunca de amar e vivenciar o amor em sua mais pura forma, talvez com vários amores, ou somente com um.

Não se prenda muito às regras, imposições, tradições culturais, porque nada disso tem o poder de fazê-lo feliz.

Apenas ame da maneira que souber e permita-se ser amado por quem estiver disposto a compartilhar felicidade.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.