3min. de leitura

Um amor que se destrói por mentiras não se reconstrói com desculpas

Sempre preferi verdades nuas e cruas, que machucam, mas também libertam. Acredito piamente que uma mentira ingênua (se é que existe isso) fere mais que qualquer outra coisa.



Lembro-me perfeitamente do meu último relacionamento, em que a primeira premissa “imposta” foi a verdade sempre, doa a quem doer. Sempre preferi verdades nuas e cruas, que machucam, mas também libertam. Acredito piamente que uma mentira ingênua (se é que existe isso) fere mais que qualquer outra coisa. Quem mente fica escravo da mentira, tentando se lembrar sempre do que foi mesmo que falou, até que uma hora a mentira é descoberta (porque sempre o é). E quem escuta a mentira sempre fica com a pulga atrás da orelha; uma coisa ínfima pode virar um monstro dentro de quem é vítima da mentira.

Meu casamento acabou não foi por falta de amor, mas por excesso de mentiras. Meu antigo companheiro não cumpriu a primeira premissa estabelecida desde os tempos de namoro. Mas eu só fui perceber isso tardiamente, quando eu já tinha sido destruída por tantas inverdades que já nem sabia mais se aquela relação foi de verdade algum dia.

A situação se agrava de tal maneira, toma tamanha proporção que a mentira começa a ser patológica, sim, vira doença.


Às vezes, pode até haver algumas verdades no meio, mas a confiança já foi destruída, então fica impossível acreditar em qualquer coisa dita.

E não adianta mentir aqui ou ali e depois pedir desculpas porque, a partir do momento em que a confiança é quebrada, não há cola que a conserte. Não há amor que resista a ela, e só nos resta aceitar que aquela pessoa que você tanto amou – e talvez ainda ame –, é capaz de magoar você de tal forma com suas mentiras que ir embora é a melhor solução.

Pior é quando você sabe de todas as verdades e questiona um mentiroso, na esperança de que ele vá assumir que mente e ao menos uma vez lhe contar as verdades que você já sabe e, em vez disso, ele mente cada vez mais.

Se esse é seu caso, se tem uma pessoa que mentiu para você de todas as formas, fazendo-o acreditar que tudo não passava de paranoia sua, comece a acreditar na sua intuição, junte seu amor-próprio e caia fora!


Ninguém merece nem precisa viver com desconfiança 24 horas do dia, sete dias da semana. Não é saudável.

Dizer a verdade não é virtude de ninguém, é obrigação de todos.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Amanda Sixsmith/Unsplash.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.