publicidade

Valiosas dicas que te ajudarão a fazer as melhores escolhas para a sua vida!

Pare, por um momento, e se acalme, faça algo de que goste, se quiser, medite, leia um livro, apenas se distraia e relaxe.



Todos nós temos medo na hora de escolher, afinal, se decidimos errado, estaremos deixando uma oportunidade passar e perdendo algo. Decidir é entender que, no momento que dizemos “sim” para alguma coisa, automaticamente estamos dizendo “não” para diversas outras coisas.

É impossível sempre nos decidirmos pela coisa certa, e saber disso é assustador e apavorante, embora óbvio. Mas acalme-se, respire, temos algumas dicas para a hora da decisão, depois disso você vai perceber que dar uma resposta final pode ser mais simples do que parece.

Converse com alguém

Conversar sobre a decisão é uma excelente ajuda, geralmente, quem está de fora vê melhor do que os personagens principais. Essa pessoa pode ser um amigo próximo ou um profissional especializado.

Uma segunda opinião vai trazer luz para sua escolha e facilitará a tomada de decisão, além de você se sentir melhor depois de conversar sobre seus problemas ou dificuldades.


Só tome cuidado porque todas as pessoas têm ideias e valores diferentes. Dependendo daquela com quem você conversar, ela lhe dará uma opinião partidária ao “sim” ou ao “não” e, infelizmente, ela poderá ter outras intenções ao lhe dar um conselho.

Liste os prós e os contras

Vá para um lugar tranquilo, coloque uma música, se lhe agradar, e pense em seu problema, automaticamente, dezenas de “e se” vão vir à sua mente, então analise-os com calma, tente pensar diferentemente do que você já imaginou, liste os prós e os contras daquela decisão, pense em quem vai ser afetado por ela e descubra se vale a pena correr o risco.


Por mais difícil que lhe pareça, tente pensar de fora, pesquise ideias na internet para tomar a sua decisão, espelhe-se em alguém, até mesmo no seu “eu” do futuro, pense no que você lhe aconselharia, se já estivesse uns 10 ou 12 anos mais velho.

Pense com calma

Respire e analise a situação, pode lhe parecer difícil, mas é muito necessário. Pare, por um momento, e se acalme, faça algo de que goste, se quiser, medite, leia um livro, apenas se distraia e relaxe. Depois que estiver calmo, pense na decisão que deve tomar e em como ela impactará sua vida, reflita sobre o que o levou àquele momento, quais decisões já foram tomadas e se você está realmente feliz aonde chegou.

Não é errado admitir que a situação saiu do seu controle ou que você não quer seguir em frente com aquilo. Se acha que não está onde queria, mantenha a calma e comece novamente. Essa decisão não seria um erro, e sim reconhecer que algo deve mudar e partir para a ação.

Escolha o que o satisfaz

Às vezes, pensamos tanto nos outros e em como vão reagir, que deixamos a nossa vontade de lado e acabamos fazendo aquilo que eles gostariam, e nos tornamos infelizes. Em alguns momentos, devemos simplesmente ser egoístas. Você não pode ficar em um relacionamento fadado ao fracasso por “pensar no outro”, isso seria desleal com você e com o cônjuge, ou por exemplo, seguir a carreira que seus pais desejam que siga para agradar-lhes, porque, no final, você vai ser o profissional!

Escolha o que o deixa feliz ou o que o deve deixar feliz e, se errar, bem, comece novamente! Somos livres para escolher e errar, então se permita sentir e use seus sentimentos nas escolhas, seu cérebro é sim muito importante na hora de decidir, mas seu coração também deve estar de acordo.

Todos temos um grande poder de nos reinventar, não tenha medo de mudanças ou de decisões, elas nos cercam e a cada segundo nos obrigam a escolher, seja a situação mais difícil do mundo ou o simples prato que vai pedir para o jantar.

Tome a “caneta” e passe a escrever a sua história, vire o autor da sua vida, não dê a terceiros o poder da sua decisão ou escolhas, apenas você pode escolher o que será melhor para si.

 

Direitos autorais da imagem de capa: NastyaSensei/Pexels.

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.