publicidade

Você fica melhor quando se aceita e se ama como é!

24/04/2013 – O melhor de você!

É o medo da liberdade que nos leva a procurar por situações que nos aprisionam.



Não é fácil lidar com a liberdade, principalmente porque ela traz junto consigo a responsabilidade. A responsabilidade vem na mesma proporção da liberdade.

Assim, é o medo da responsabilidade que nos leva a procurar situações que nos aprisionam.

Essa procura é uma ilusão, porque quando achamos que escapamos da responsabilidade ao submetermo-nos a situações que nos aprisionam estamos EXERCENDO A LIBERDADE (de escolher a prisão) e, portanto, a responsabilidade.

Essa liberdade, jamais assumida, TAMBÉM traz uma responsabilidade. Ao fazer essa escolha, a pessoa está se responsabilizando por TODAS as consequências da fuga, fuga esta que a pessoa apresenta para o mundo assim: “ah se eu não estivesse sujeito a tais circunstâncias, se eu fosse livre, faria muito mais por mim e/ou pelos outros.”


A pessoa morre de medo da liberdade, não quer dirigir sozinha a própria vida porque precisa, pelo menos, dividir os fracassos ou consequências do sucesso com alguém por vaidade, orgulho, medo do ridículo e outros detritos emocionais.

Pouquíssimas pessoas percebem esse mecanismo de autossabotagem.


O fato de perceberem também não significa que a pessoa vá superar tal medo.

É a coragem de responder pelos próprios erros e pelo próprio sucesso que a tirará desta armadilha. Não é à toa que boa parte das pessoas de sucesso ou de fracasso agiu por não ter outra opção: ou age ou não vive.

Arcar com as consequências (do sucesso ou do fracasso) é tudo pelo que ela tem que responder. A responsabilidade resume-se a isto.

Obrigar-se a sempre fazer “bonito” para poder posar de onipotente é outra história, e é precisamente aqui que está a questão.

Questão de arrogância doentia. Atrás dela está a profunda insegurança em que todos nós somos mergulhados a partir da concepção.
De acordo com a sensibilidade da pessoa e/ou com a intensidade da desqualificação que sofre, alguns vivem essa insegurança de forma bem mais intensa e aí começa a encrenca.

Não raro a pessoa descamba mesmo para brigar com o mundo e, por incrível que possa parecer, a fuga da responsabilidade leva a pessoa a se esconder, de preferência numa cela e de forma que não pareça que ela própria se colocou ali.

Toda a raiva de si própria por não ter a coragem de abrir mão da vaidade ela vai descontar nos “carcereiros” e demais colegas de cela.

Obrigar-se à perfeição é a mais doente imperfeição.

O melhor de você aparece quando você é você e o pior quando você tenta se esconder. Você é mais admirado quanto mais se gostar.

Você fica melhor quando se aceita e se ama como é.

Arly Cravo – Conteúdo do Livro: Foco No Afeto 

__________

Direitos autorais da imagem de capa: vladansrs / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.