4min. de leitura

Você foi vítima de relacionamentos tóxicos? Cuidado, relações abusivas acabam com sua saúde

Quer ser mais feliz?



Foque na qualidade dos seus relacionamentos, pois a ciência está mostrando a importância dos relacionamentos saudáveis para nossa longevidade e qualidade de vida.

Veja as conclusões surpreendentes de um estudo nas Blue Zones, que são cinco regiões no mundo: Ogliastra, na Itália; Okinawa, no Japão; Icaria, na Grécia; Nicoya, na Costa Rica; e Loma Linda, nos Estados Unidos.

Você sabe o segredo da longevidade saudável das pessoas que vivem nessas regiões? Deve estar pensando que é resultado da alimentação. Talvez exercício físico?


Quem sabe a meditação ou a oração? Por incrível que pareça, esses fatores apenas contribuem.

Os moradores das Blue Zones compartilham estilos de vida que contribuem para a longevidade, como ter propósito, vida ativa, rotina desacelerada, pegar leve na quantidade de comida, alimentar-se com vegetais, ter momentos de socialização, cultivar a religiosidade, manter a valorização da família e círculos sociais que apoiam hábitos saudáveis…

Cultive relacionamentos saudáveis e viva feliz!

Mas, dois motivos são os essenciais: relacionamentos próximos saudáveis e a integração social. Ou seja, a convivência com pessoas com que podemos contar e a qualidade das relações diárias que temos nos diferentes grupos que frequentamos são os indicadores mais fortes de quanto vamos viver e quão saudáveis vamos ser lá na frente.


Na minha prática com comportamento humano, são cada vez mais frequentes os quadros de ansiedade, angústia e depressão por envolvimentos tóxicos.

O egocentrismo, a falta de empatia, traços de psicopatia, estão cada vez mais presentes, e precisamos aprender a reconhecer e lidar com eles para que não percamos a fé nas pessoas.

É muito comum a desesperança em relacionamentos verdadeiros, saudáveis, mas é possível reverter esse quadro. Precisamos focar mais no cultivo de relacionamentos saudáveis, que preservam o amor-próprio de todos os envolvidos, em que todos querem o bem de todos.

Você já pode ter sido alvo de pessoas que agem como vampiros emocionais, financeiros… Pode ainda conhecer alguém que já o foi, então compartilhe essas informações e ajude no propósito de construir uma sociedade com relacionamentos cada vez mais saudáveis.

Aqui no vídeo, falo como reconhecer um psicopata ou pessoas com traços de psicopatia. Você vai se surpreender em como é comum cruzar com um.

Se estiver envolvida/o com um, peça ajuda, pode ser para um psicólogo, psiquiatra, padre, pastor, amigo, familiar. Quanto mais a gente busca autoconhecimento e trabalha autoestima, amor-próprio, mais deixamos de ser vulneráveis.

Outra dica importante é praticar sempre emoções positivas, procurar estabelecer a comunicação empática.

Afaste-se de relacionamentos tóxicos e seja mais feliz!

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: 123RF Imagens.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.