publicidade

Você quer salvar sua relação com seu irmão? a primeira constatação é: ninguém é vítima, ninguém é o vilão.

Projeções emocionais deturpadas entre irmãos.

A primeira constatação é: – Você não é a vítima da história triste e nem eles.



A segunda constatação: – Você que planejou estar onde está e se relacionando, ou tentando relacionar – se com estas pessoas. Por que você fez isto, já que é um caos? Bem, seu Eu Superior, sua consciência equilibrada, sabia que você era capaz de sair com sucesso desta empreitada, simples assim.

Terceira constatação: – Você nasceu exatamente na família, na casa, com os pais e irmãos que precisava… Você não está no lugar errado e sendo forçado, sem um motivo, a encarar estas pessoas e comportamentos.

Quarta constatação: – Seu irmão ou seus irmãos são gatilhos seus para disparar o que você veio curar…

E você é o gatilho que eles precisavam para curar o que trouxeram.

Quinta constatação: – Então, depois de todas estas constatações, não há mais como se sentir uma vítima, como alimentar a mágoa, a raiva, o ciúme e a projeção, culpando – os pela sua situação e pelo que você está sentindo, ou pelo que você passou.


Hora de encarar o que VOCÊ VEIO FAZER AQUI e deixar amadurecer essa relação com você mesmo.

Há uma lei universal, igual a de ação e reação, que explica o seguinte: – Tudo que há no outro e que você repudia, não gosta, julga, aponta o dedo, há em você… Ou já houve… As pessoas só estão em sua vida por um motivo, te ensinar algo muito bom e nunca para ficarem te ferindo. Entenda, aceite isto, trabalhe em cima desta perspectiva e elas vão embora…Ou ficam e se tornam seus grandes amores.


Tenho atendido casos de familiares que estão em um verdadeiro caos emocional, lançando suas mágoas, sua revolta sobre o irmão, pois este ganhou mais, tem mais, consegue mais… Recebeu mais amor, mais brinquedos, mais atenção, mais respeito, mais proteção…

E eu pergunto então, e o que isto despertou dentro de você? Qual foi a emoção desequilibrada que brotou em você, enquanto você crescia e assistia a toda esta cena?

É aí que iniciamos o caminho de cura, de perdão sobre os pais, sobre os irmãos, pois você está vivendo exatamente o que sua mente inconsciente acredita que precisa, por mais que isso te machuque.

E só cabe a você cicatrizar isso ou continuar se ferindo e jogando a culpa no comportamento ou na personalidade do outro.

Seu irmão também está na família certa, na casa certa, com as pais certos e com você… A personalidade dele não tem nada a ver com o que você está sentindo, ela só te mostra o que você esconde aí dentro e quando você entender que ele também suporta sua personalidade, você vai ver que ele também tem de lidar com seus arroubos, seu comportamento, seus posicionamentos. Então, é uma família toda lidando com suas personalidades congênitas, ou seja, emoções que vieram ser curadas e que precisavam de todos vocês unidos para aflorar e ser equilibradas.

A escolha primordial é: – Vão continuar engalfinhando – se, acusando, culpando , brigando e magoando, donos de verdades mentirosas e enganadoras, armadilhas que roubam o tempo precioso que vocês têm para aprender a harmonizar e assumir sua parcela, ou vão assumir sua parcela , arregaçar as mangas e ir em busca do que vieram fazer?

A grande maioria cai na armadilha da encarnação, ou seja, acreditam que estão sendo magoados, acreditam que não ganharam o que mereciam, acreditam que foram injustiçados, acreditam que  precisam brigar e mostrar sua mágoa toda hora ou, pior, remoer para si mesmo a dor que sentem por não terem a vida de seus sonhos satisfeita. Entenda que enquanto você não encarar o que veio fazer, nesta vida não vai rolar, não vai rolar sentimento. Uma vida harmoniosa só começa a acontecer quando você fica em paz por dentro, a sua família só é esta porque você vive estes atritos internamente e precisava criar no externo algo que lhe mostrasse o que seu inconsciente faz com você aí dentro. Os outros só fazem com você, o que você mesmo se permite fazer com você e se não está gostando do tratamento que vem recebendo, mude sua forma de agir com você mesmo.

A grande sacada é: Se você não ama realmente seu irmão, você não precisa sentir culpa, a grande maioria das pessoas passa uma vida toda se culpando inconsciente por não sentir amor pela família, pelo outro. Ninguém é obrigado a sentir amor por alguém e aí está a grande sacada, nós estamos aqui para começar a desenvolver este sentimento, primeiro harmonizando – nos com nós mesmos, sabendo o que queremos e o que não queremos e depois levando isto para a relação com  o outro. É no harmonizar relações, tentar assumir nossas projeções e tirar esta responsabilidade dos ombros do outro, que iniciamos o processo de viver bem com o outro. Nesta viagem de auto – percepção vamos esvaziando o fel e vamos encarando que é com nós, está em nós a mudança e que o outro está ali nos ajudando com seu comportamento.

– Mas, Paula como alguém pode estar me ajudando com este comportamento horrível que tem?

Não foque o comportamento do irmão, ou do outro, foque o que este comportamento dispara dentro de você: raiva, mágoa, ciúme, tristeza, ódio, vitimização, indignação… E foque – se na emoção que você descobriu. Trabalhe em cima dela para minimizar, para que você a domine e não mais ela te domine.

A mente é um guardião muito sagaz e manipulador, porque para você não entender que você é responsável pelo que está sentindo, ela vai te fazer colocar a culpa no outro, ver os defeitos do outro, o comportamento do outro e vai fazer você odiar alguém, tudo para que você não descubra que você é o responsável por esconder esta emoção traiçoeira. De ajudante seu, seu irmão passará a ser o grande culpado pelo que você sente. Sua mente é capaz de fazer você somatizar um câncer para não deixar que você descubra que o motivo deste câncer é uma emoção desequilibrada que você esconde…

Ela é capaz de fazer você odiar alguém que você traçou e nasceu para amar, para perdoar, para harmonizar e pelo menos não sentir tanto rancor… Sua mente inconsciente será capaz de te fazer ficar sozinho, abandonado, só para você não ter alguém que te ajude, mesmo com um comportamento inadequado, a ver o que você guarda dentro e veio reconhecer e curar.

É por isto que os profissionais da psico estão aqui, porque a mente é sagaz e um desavisado, VOCÊ, pode não perceber o que ela está fazendo, os subterfúgios que usa para te ludibriar, iludir e te atrasar. Estamos aqui para te direcionar, porque na maioria das vezes, sozinho e no meio do caos, você não vai conseguir entender tudo isto.

Se você está tendo dificuldades com seus irmãos ou com um em específico, ou eles com você, é hora de parar tudo, deixar o ego, o orgulho e a arrogância de se achar sempre o certo de lado, e conversar com você mesmo:

– O que é que meu irmão, meu “ajudante enviado por Deus”, está tentando me mostrar com seu comportamento?

– O que é que está aflorando, gritando dentro de mim, qual emoção tenho que focar para curar?

Seja grato ao irmão que nasceu contigo, não estou dizendo para você aceitar desrespeito, grosserias, mau comportamento, mas que você veja o outro lado desta história triste, o lado em que ele ou ela, aceitou nascer contigo e que só ele poderia despertar em você esta emoção desconhecida.

Valorizamos muito os amigos que nos tratam com amor e carinho, mas nossa mente inconsciente e teimosa muitas vezes não consegue curar algo só com gentilezas e melosidades, muitas vezes ela pede alguém que bata de frente conosco, com nosso ego, alguém que tranque pé e nos faça surtar dentro da maldita emoção que nos corrói e que só salta para fora porque aquele “amor de pessoa” está ali cutucando, PEDIMOS ALGUÉM IGUAL A NÓS, COMO UM ESPELHO, E ASSIM, NÃO TEMOS COMO ESCAPAR, POIS TEREMOS DE CONVIVER COM NOSSO ASPECTO OCULTO NAQUELA PESSOA, NO REFLEXO DAQUELE ESPELHO.

Quando você for mais dócil e mais aberto, vai começar a curar suas emoções através do amor, de pessoas que venham cheias de gentileza e te digam: – Olha fulano, tu tem de focar isto para curar, pessoa linda, mimosa, adora!!

Enquanto você acreditar internamente que precisa sofrer para curar, o Uni com certeza, vai te obedecer e vai te enviar um irmão difícil, mais amado, mais abençoado, mais acariciado, mais protegido, mais grosseiro, mais egoísta… Para te ajudar.

Tudo que acontece com você, inconscientemente, ou conscientemente, você está fazendo aqui fora… Ou dentro de você. Pense sobre isto, reflita, medite… Por que a mente vai tentar te fazer acreditar que você não merece o que está vivendo e que todo mundo é vilão: Pai, mãe, falta de pai, de mãe, irmão mala, sogra cobra, marido traidor, esposa alienada, filho mal agradecido, vizinho purgante, cachorro desobediente…

Ninguém é vítima, ninguém é o vilão.

E se você não está encontrando as respostas do que está vivendo no aqui e agora, no seu inconsciente, saiba que provavelmente você também está resgatando aquela mãe alienada e que abandonava que você envergou um dia, aquele filho mal agradecido que você foi quando era o Joãozinho da outra vida, A Mariazinha maléfica e que separava todo mundo lá na idade da pedra… A sogra tinhosa que queria manter  todos os filhos debaixo da asa e que destruía casamento de filhos…

Nada se sucede por “acaso”, pelo amor de Deus, eu sempre digo que acaso é um rótulo que alguém inventou para fugir de suas responsabilidades, pois fica mais fácil ter algo ou alguém para jogar o fardo.

Vocês desceram, renasceram juntos porque com toda certeza sabiam que poderiam se perdoar, acalmar, reconstruir essa relação, Teu Poder Superior, o Deus que você acredita jamais deixaria você assumir uma responsabilidade que você não tivesse forças para encarar e sair vitorioso. Isso é lei, é fato!!

Se não aceitarem resolver esta relação agora, TERÃO DE RENASCER JUNTOS MUITAS OUTRAS VEZES ATÉ HARMONIZAR.

Renascerão como mãe e filho, marido e esposa, irmão e irmã e por aí vai o rosário de reencontros.

Saia da armadilha e pare de perder tempo com brigas, afastamentos, discórdias, foque em resolver.

Pare de perguntar: – Meus Deus por que eu, por que comigo, sniff, sniff, sniff!!!

Mude para: – Meu Deus, como posso resolver isto?

E te digo, quando você entoa o mantra para resolver, cara me arrepiei, a galera da luz desce em peso e te movimenta, movimenta a escuridão das brigas , das mágoas e te ergue nas alturas para que nada te atinja mais, para que aquele irmão não adorado se torne o grande amor da tua vida!!

Cheguei a me emocionar agora com esta energia!

Bora lá, encara que algumas vezes a relação de vocês ainda vai esquentar, mas foca em resolver, baixa sua guarda também e escuta o que ele precisa dizer, não te ofenda com as verdades sobre você que ele precisa desabafar…

O desabafo só vale quando é permitido vir dos dois lados, você também tem obrigação de saber o que ele sente para mudar o SEU comportamento.

Não cuspa palavras e saia sem dar oportunidade, você não é tão guerreiro e decidido? Então fique e encare a briga, encare o coração que vai se abrir, a mágoa que vai sair e não se sinta responsável pelo que seu irmão sente, mas seja o “ajudante” que ele tem sido para você. Ajude-o a entender que o que ele sente é dele e que você só é o gatilho…

Depois, bem, depois tudo serena, tudo volta para o lugar.

Na minha casa, na minha família, os que realmente querem se harmonizar entre si tem uma lei, uma regra: Quebra o verbo, bota pra fora a mágoa, o fel, grita, chora, fala tudo, não deixe para depois… Mas nunca, nunca entra em uma briga em que você não está disposto a ouvir e melhorar.

Quem briga e decreta: NUNCA MAIS!!! Não está disposto a consertar ou melhorar algo.

Deixe as brigas, discussões, mágoas entre família vir para fora, só assim se cura algo… Depois acalma o gênio e senta para conversar como gente grande que vocês são.

Mágoa e afastamento é armadilha, desvia todos do que vieram fazer…

Resolva, resolva, resolva, resolva… Quem não quer resolver vai ser removido, isto é certo.

Bem, acredito que de alguma forma isto vai ajudar.

Com todo meu amor, carinho e respeito, desejo que vocês se entendam, pois eu te conto uma coisa: – Se eu consegui no tempo em que era uma alienada… Você consegue, pois a informação está na tua mão, pronta para te guiar e entrar no teu coração.

A decisão só depende de você… E nunca do outro. Faça sua parte que a parte do outro é responsabilidade dele.

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.