5 coisas para fazer quando você está sobrecarregado (que realmente funcionam):

6min. de leitura

Coisas para fazer quando você está sobrecarregado (que realmente funcionam):

“A mente pode ir para qualquer direção sob estresse – direções positivas ou negativas. Pense nisso como um espectro, cujos extremos são inconsciência no fim negativo e hiperconsciência no fim positivo. A forma como a mente se inclina sob estresse é fortemente influenciada pelo seu treinamento.” – Frank Herbert, “Dune ”



Os níveis de estresse no mundo estão excessivamente elevados. Preocupações financeiras, excesso de horas de trabalho, responsabilidades familiares, problemas de saúde – todos contribuíram para a atual epidemia de estresse.

Também é preocupante como – individualmente e coletivamente – permitimos que o estresse penetrasse nossa cultura.

Voltando à citação introdutória de Frank Herbert, é essencial que nos treinemos para combater os efeitos do estresse – e existem inúmeras maneiras de fazer isso.


Devemos retomar o controle, não apenas para nós mesmos, mas também para as gerações futuras.

Neste artigo, centramo-nos em cinco maneiras simples, únicas e eficazes de reduzir o stress:

1. Comer aveia

Além do gosto bom, a aveia é um antídoto maravilhoso para o estresse. Foi provado que a aveia “reduz os níveis de hormônios do estresse” e libera produtos químicos de “sentir-se bem” no cérebro.


Aveia contém uma abundância de triptofano – um aminoácido importante e o bloco de construção da serotonina neuroquímica. Para que o cérebro produza este produto químico de “sentir-se bem”, um nível suficiente de triptofano deve estar disponível.

A aveia contém alguns outros elementos importantes, também. O magnésio, relaxante natural e os prebióticos, que ajudam a controlar os níveis de estresse e ajudam no sono, são abundantes na aveia.


2. Obter vitamina C

De acordo com um artigo publicado na American Chemical Society:

“Grandes doses de vitamina C podem prevenir doenças, aliviando a resposta normal do corpo ao estresse, de acordo com cientistas da Universidade do Alabama em Huntsville”.

O estudo mediu os efeitos da vitamina C sobre as glândulas suprarrenais em condições estressantes. A glândula adrenal “reage ao estresse liberando corticoides, como corticosterona e cortisol. Estes e outros hormônios desencadeiam a reação de “luta ou fuga”, que nos permite entrar em ação quando estamos em perigo.”

Os pesquisadores observaram que os ratos que foram alimentados com grandes quantidades de vitamina C mostraram níveis reduzidos de hormônios do estresse no sangue, juntamente com a redução de outros indicadores “típicos” de estresse físico e emocional.


3. Comprar um livro de colorir

Livros de colorir para adultos têm padrões e imagens mais intrincadamente projetados.

Jane P. Ehrman, M.Ed., diz: “Quando você está colorindo, tudo o que tem a fazer é permanecer no momento”, ela afirma “Isso te deixa fora de sua cabeça. É por isso que colorir é tão bom.” Falando de padrões e imagens.


4. Olhar os padrões na natureza

Padrões encontrados na natureza, incluindo conchas, flocos de neve, correntes de água, etc, podem ser uma maneira natural de acalmar o cérebro. Padrões que repetem de forma idêntica ou comparável são conhecidos como “fractais”.

Em um estudo publicado na revista Frontiers in Human Neuroscience, os pesquisadores mostraram aos participantes vários objetos ou imagens fractais, concluindo que os padrões fractais estimulam “respostas perceptivas e fisiológicas positivas”.

Em outras palavras, o cérebro “aprecia” a apresentação estética de padrões intrincados. Saia para a natureza, sopre algumas bolhas, ou procure “imagens fractais” na internet – e apenas relaxe.


5. Praticar imagens guiadas

As imagens guiadas são “uma técnica de visualização que ajuda a relaxar imaginando um lugar calmo ou fazendo um ensaio mental de uma situação estressante”.

Alguns atletas ficaram conhecidos por usar esta prática antes de uma performance. (Michael Jordan, talvez o melhor jogador de basquete de todos os tempos, era um ávido praticante de imagens guiadas).

Em um estudo de 2015 publicado em Complementary Therapies in Clinical Practice, os pacientes que ouviram um CD de imagens guiadas por 18 minutos antes de submeterem-se à cirurgia demonstraram níveis de ansiedade significativamente mais baixos do que o grupo que não ouviram o CD.

Praticar imagens guiadas é um processo relativamente simples:

“Sente-se em um local confortável, feche os olhos e tome três respirações profundas. Imagine-se na natureza, ou andando em um caminho.”

Alguns praticantes ouvem música suave ou sons da natureza para ajudar em sua prática.

________

Referências do texto: sciencedaily.com –  ncbi.nlm.nih.gov  –   businessinsider.com  – sciencedaily.com – womenshealth.com

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Power of Positivity

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.