Comportamento

Agredida por ex, mulher se recupera de AVC e se torna empresária de sucesso!

Marinete Luiza é exemplo de força e superação. Deu a volta por cima e hoje inspira milhares de mulheres. Confira sua história!



Uma mulher que consegue sair de um relacionamento abusivo é uma vitória para todas nós, pois o que fere uma fere todas. A sensação é de alívio por ver que uma de nós não sucumbiu a esse terrível mal. Infelizmente outras não conseguem. É pesaroso pensar que uma representante de nós precisou passar por tantas coisas ruins, mas graças a Deus a pior parte já está no passado.

Marinete Luiza Oro morou nos Estados Unidos e abriu uma empresa de home care. De acordo com sua entrevista ao Universa UOL, ela relatou que fez vários cursos na área de direito. Por conta de sua atuação, foi a primeira brasileira a ocupar a vice-presidência do Comitê Internacional contra Crimes de lavagem de dinheiro.

Com a carreira deslanchando, ao mesmo tempo em que era muito respeitada em seu cargo, passava apuros em um relacionamento extremamente doentio e abusivo. As agressões eram físicas e psicológicas, chegando a ter um braço fraturado. Foram 10 anos vivendo num inferno.


Marinete é advogada e atendia mulheres vítimas de violência doméstica, mas não via que também era uma.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Marinete Luiza Oro.

Em 2015, ela estava se preparando para abrir a própria empresa de suplementos alimentares. Especializou-se em conteúdos relacionados à área, conversou com uma especialista sobre a ideia de criar um suplemento que metabolizasse com mais rapidez as células, fazendo com que o corpo ficasse mais resistente a doenças.

Tudo estava caminhando para seu sucesso, mas o casamento era uma constante problemática em sua vida. Marinete já estava no Brasil quando sentiu formigamento e câimbra muito forte na perna e no pé. Tudo foi paralisando e ela se lembra da última coisa que falou para o médico: “Por favor, me salve porque estou morrendo.”


Marinete teve parada cardiorrespiratória, no procedimento de reanimação, ela ficou 15 minutos sem oxigênio, seguido de um acidente vascular cerebral. Ficou em coma por quase 15 dias. Depois que acordou, não sabia quem era. Ela disse que ninguém explicou como ela chegou a esse estado de saúde.

As condições foram piorando e a família assinou autorização para que desligassem os aparelhos, se ela não reagisse até determinado dia.

Milagrosamente, Marinete foi voltando, mas ao acordar, percebeu que não conseguia se mexer nem enxergar. Esqueceu toda sua vida acadêmica. Com apoio dos filhos, irmãs e amigas, foi reaprendendo tudo. Depois de sete meses, conseguiu sentar para comer e enxergar bem pouco.

Hoje em dia, tem 50% da visão e algumas sequelas cognitivas, mas acredita na certeza de sua total recuperação. Enquanto estava se recuperando, descobriu que seu companheiro vendeu a empresa que tinham nos Estados Unidos. Com tantas decepções, foi acometida por um câncer, contra o qual já havia sido tratada em 2014.


Diante de tudo isso, resolveu enfim dar um basta naquela situação alarmante de seu relacionamento. Uma medida protetiva foi feita para que seu parceiro não se aproximasse mais dela.

Ao se afastar de quem lhe fazia mal, Marinete viu uma oportunidade grandiosa em sua vida. Voltou a estudar e agora está cursando Medicina. A empresa em que pensou em 2015 saiu do papel e hoje em dia a Oro Newlife conta com uma equipe de 10 pesquisadores no Brasil e nos Estados Unidos.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Marinete Luiza Oro.

Agora, empresária de grande sucesso, ela pensa em investir em nanotecnologia destinada a produtos de saúde, beleza e bem-estar. Que exemplo de superação!


Marinete finaliza dizendo que quer servir de inspiração para as mulheres e mostrar a elas que é possível superar até a morte. Que sua história alcance todos, afinal de contas, depois de todo sofrimento, ela merece prosperar e aproveitar sua felicidade!

O que achou deste relato?

Comente e compartilhe-o com seus amigos em suas redes sociais!


Carolina Ferraz conta sua experiência com a maternidade aos 46 anos: “Faço coisas que uma mãe de 20 não faz”

Artigo Anterior

Mãe de 12 filhos diz estar farta de críticas por causa de as crianças terem 3 pais diferentes

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.