Algumas pessoas nunca amadurecem, apenas se tornam mais infantis com o passar dos anos

4min. de leitura

Nossas vidas são compostas de diversos ciclos, e em todos eles estamos nos desenvolvendo enquanto pessoas e aprendendo a lidar melhor com o mundo ao nosso redor, preparando-nos melhor para as novas fases que temos à nossa frente.



Algumas pessoas se desenvolvem com muita rapidez e aproveitam todas as oportunidades que cada ciclo oferece de aprendizado, amadurecimento e novas visões para o futuro.

Elas são muito dedicadas, vistas como “à frente de seu tempo”, e enxergam no “hoje” uma oportunidade de se aproximarem de seus objetivos.

Outros, no entanto, parecem ficar parados no tempo por um longo período, sem amadurecer com as próprias experiências e fazendo com que outras pessoas sofram as consequências de sua infantilidade, o que prejudica todos os tipos de relacionamentos em suas vidas.


Claro que as pessoas são diferentes e, consequentemente, amadurecem em diferentes momentos. No entanto, alguns ficam presos na mesma etapa por anos porque simplesmente não se importam com mais ninguém além de si mesmos, não querem crescer e assumir o seu papel no funcionamento do mundo.

Essas pessoas costumam pensar que estão vivendo a melhor fase de suas vidas, importando-se apenas consigo mesmas e trabalhando apenas para o próximo sucesso.

Raramente percebem que quanto mais egoístas somos, mais estagnados na vida ficamos. Só se dão conta disso quando já estão mais velhas e percebem não criaram nenhum vínculo significativo com ninguém, que possuem muitos conhecidos, mas poucos ou nenhum amigo de verdade, alguém com quem contar ou um parceiro(a) com quem dividir a vida.


Não fomos feitos para viver em solidão, e por mais que seja interessante ser responsável apenas por si mesmo, em algum momento perceberemos que a vida perde muito o sentido quando não temos com quem dividir alegrias, tristezas, conquistas ou apenas os dias comuns, como nos sentimos como qualquer outro ser humano.

Precisamos abandonar a infantilidade, o egoísmo, e abrirmos nossas mentes e corações para o outro. Precisamos incorporar pessoas em nossas vidas. Devemos mudar o pensamento de que ter pessoas ao nosso lado é uma prisão, o fim da liberdade, alegria e da independência.

De fato, os relacionamentos saudáveis são a nossa libertação, porque nos permitem conhecer um lado da vida que nunca experimentaríamos sozinhos.

Não podemos forçar ninguém a amadurecer, a deixar de pensar em si mesmo e aproveitar as maravilhas de uma vida em companhia. A maturidade é uma experiência pessoal e cada pessoa deve chegar à conclusão de que a vida é melhor compartilhada através das próprias experiências, o que podemos é viver com intensidade, fazendo cada dia valer a pena e usando nossas próprias histórias como exemplo de que uma vida com maturidade e companhia é insubstituível!


Direitos autorais da imagem de capa: obra de Nicoletta Ceccoli

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 08/05/2019 às 9:03






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.