Comportamento

Aos 42 anos, ela admite que nunca namorou. “Homem é chato, prefiro cachorros”

Direitos autorais: arquivo pessoal.
3 Capa Aos 42 anos ela admite que nunca namorou Homem e chato prefiro cachorros

Kelly não se importa com o que as pessoas falam a respeito de sua decisão. Ela diz que não tem paciência para relacionamentos e que homens são chatos. Confira seu relato!

Nem todas as mulheres almejam casar e ter filhos, fazendo disso o motivo da sua grande felicidade. Mesmo que nossa sociedade padronize que a mulher se sente feliz casando e tendo filhos, há muitas por aí sem essa necessidade.

Uma mulher de 42 anos resolveu abrir o jogo e garante que não sente necessidade de namorar. Esse pensamento de Kelly Alencar a acompanha desde os 16 anos. Ela conversou com o Universa e disse que, desde o seu primeiro beijo, viu que namorar ou casar não eram para ela.

Na adolescência, conta que teve um envolvimento com um garoto, que considera seu primeiro ficante, porém a relação não evoluiu para algo mais sério. Ela disse que o rapaz “ficava com ela e o resto de São Paulo”, e não se sentiu nem um pouco triste quando decidiu colocar um ponto-final.

Conta que suas amigas sofrem por amor, e ela acha isso uma grande bobagem. Conheceu homens “galinhas”, mas como nunca quis namorar, não ligava para esse comportamento deles.

E quando algumas propostas eram de evoluir a relação, ela declara que sempre fugia, porque, por gostar de curtir, não quer abrir espaço na sua rotina para namorar. Alega que homem é muito chato, não tem paciência para eles.

3 2 Aos 42 anos ela admite que nunca namorou Homem e chato prefiro cachorros

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Kelly conta que tem a própria vida para cuidar, seus hábitos, e não quer que ninguém “encha seu saco”, afirma. Em sua vida adulta, tem três gatos e seis cachorros, e foi levando um rolinho ali e outro lá, e acabava terminando. Disse que enjoava dos homens e, se ficavam muito tempo juntos, queria sair correndo. Há um tempo que abriu mão da curtição e atrela isso ao tempo que não tem mais para sair.

Kelly alega que, diferente das suas amigas solteiras, ela não busca um amor. Simplesmente não sente falta de estar com alguém ou de se relacionar. Afirma que todos os seus “ex-peguetes” estão casados ou namorando.

Decidiu excluir todos da sua rede social, mas se algum deles entrasse em contato com ela, não responderia, pois em sua visão o que passou, passou. Ela trabalha todos os dias e ajuda na causa animal, na qual é muito ativa. Não sobra tempo para sentir falta de homem, completou.

A mulher diz que sua companhia ideal é a dos amigos, e deles ela não abre mão. Ressalta que é na convivência com as amigas, que são casadas, em sua maioria, que ela lembra por que não quer se envolver com ninguém.

3 3 Aos 42 anos ela admite que nunca namorou Homem e chato prefiro cachorros

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Diz que elas pedem conselho sobre seus casamentos, deprimem-se, choram e brigam com os maridos. Dar satisfação do que faz ou deixa de fazer, para Kelly, é algo inimaginável. A autonomia de poder colocar 30 bichos em casa, se ela quiser, e ninguém a encher é o que a faz se sentir dona da própria vida.

Kelly tem outras ambições, que não dão tempo para casamento ou relacionamento sério. Ela quer trabalhar no Ministério Público de São Paulo e estuda três horas por dia, além de trabalhar na parte administrativa de uma consultoria imobiliária.

Além disso, seu trabalho com proteção animal ocupa bastante do seu dia. Resgata animais em perigo e se apaixonou por essa atividade. Fez até um curso de medicina veterinária para se aprimorar. Diz que sua prioridade são os bichos, não os deixaria por homem nenhum e está bem feliz assim, concluiu.

0 %