Comportamento

Avô caminha mais de 7 quilômetros para ver neta pela janela. Foi a única maneira de ele estar presente

Por causa da pandemia, não foi possível estarem juntos, mas isso não foi empecilho para o avô ver sua primeira netinha.



Estamos passando por um momento bem conturbado, que impactou a vida de todos. O isolamento social, por conta da covid-19, fez com que muitas famílias não pudessem estar presentes nos momentos mais importantes e especiais.

O nascimento de um filho é um evento mágico, que tem o poder de unir até os mais afastados emocionalmente. Mas, por conta do cenário atual, muitos não puderam ter o privilégio de estar rodeados de familiares e amigos.

Esse caso foi relatado por Joshua Gillett ao Love What Matters sobre sua experiência de ter um filho durante o isolamento. Para conhecer a primeira neta, seu pai andou mais de 7 quilômetros para poder vê-la pelo vidro da janela.


Joshua disse que não é normal, tampouco divertido passar por uma situação dessas. Ele pediu encarecidamente que as pessoas fiquem em casa, para que os avós possam ter seus netos nos braços em segurança.

Sabemos que o impacto da pandemia mudou a rotina de muitas pessoas e a convivência familiar também. Para muitos, principalmente os idosos, o tempo é um presente.

Disse que seu coração se partiu em mil pedaços por seu pai não poder segurar sua filha, que foi tão sonhada e esperada por eles. Mas viu no rosto dele que, mesmo estando ali, distante por um vidro, que sua expressão era de imensa felicidade. O avô estava de fato muito feliz por ver sua primeira neta saudável no colo do pai.


Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Joshua relata que ter uma janela entre eles era a única maneira de sua filha ver o avô. O que acalenta o coração é saber que tudo isso é temporário e em breve poderão estar juntos, como a família sempre fez.

Declarou que, desde o início da gravidez de sua esposa, seu pai não falava em outra coisa a não ser o quanto estava orgulhoso de ser avô. Ele não pode segurar a criança, mas Joshua faz questão de enviar fotos diárias mostrando o desenvolvimento da filha.


Para finalizar, Joshua pede que as pessoas tenham consciência e fiquem em casa para que o vírus não se espalhe ainda mais. Por causa da pandemia, avós não podem segurar os próprios netos por medo de lhes passarem a doença.

Estão deixando de conhecer e dar boas-vindas aos pais nervosos que precisam de toda ajuda e acolhimento neste momento tão especial. Pede também que fiquem em casa pelos outros que não podem, que estão na linha de frente, tentando sobreviver e conter o vírus.

Deu o exemplo de seu pai, que precisou resistir a entrar e pegar sua neta no colo, pois era isso que zelava por sua segurança. Se todos pensarem dessa forma, essa distância passará ainda mais rápido.


Mães de menina trans demonstram orgulho da filha em comercial: “Ela deve se mostrar ao mundo”

Artigo Anterior

Grávida morta durante operação da PM no Rio já tinha escolhido nomes para o bebê

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.