Comportamento

Chamada de egoísta por não querer filhos, mulher faz uma reflexão sobre seu papel no mundo

Ela revelou que as pessoas destroem o planeta, por esse motivo não quer ter filhos, já que o mundo está muito povoado. Entenda!



Não é incomum perguntarem a uma mulher quando ela terá filhos. Principalmente se ela já estiver na idade adulta. Muitas vezes, o espanto se dá através da resposta. Quando uma mulher decide que não quer ser mãe, alguns ainda não entendem o porquê dessa decisão.

Ela, por diversas vezes precisa se explicar, e nem sempre os que a escutam estão dispostos a aceitar sua explicação. Mas ultimamente a decisão das mulheres vem sendo mais respeitada, muitos já não a ficam questionando sobre a maternidade.

A sociedade vem entendendo que a liberdade feminina é justamente essa. Ter uma opinião e não precisar se justificar.


Uma blogueira causou certo alvoroço ao compartilhar sua vontade de não ser mãe. Emma Luther, de 39 anos, revelou que não pretende ser mãe porque acredita que há gente demais no mundo, e isso é extremamente prejudicial.

Relatou ao DailyMail que a pandemia a fez ter mais certeza de sua decisão. Desde jovem, Emma acreditava que o mundo já estava superpovoado. Aos 10 anos, ela lembra que uma tia ficou horrorizada com sua fala de que não queria ter filhos porque já existia muita gente no planeta.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@ekluther.

Esse sentimento não desapareceu na vida adulta, pelo contrário, ficou mais forte em seu coração e começou a lhe dar problemas, pois precisou terminar um relacionamento com um homem que ela disse realmente amar por causa de sua decisão. Ela conta que ele queria filhos a qualquer custo e sua relutância era um obstáculo muito forte.


Emma foi criada no campo e atribui sua criação à maneira como pensa atualmente. Ela possui uma conexão e paixão pela natureza e, ao ver o jeito como os seres humanos a destroem, não a faz sentir vontade de deixar descendentes. A única vez que pensou nessa possiblidade foi quando perdeu sua mãe.

Em sua cabeça, Emma viu que poderia ter um filho e ensiná-lo da mesma forma que sua mãe a ensinou, tendo cuidado e carinho com a natureza. Mas um conselheiro de pessoas enlutadas sugeriu que essa vontade era uma tentativa de substituir o amor pela mãe e usar isso como forma de compensação pela dor causada.

Após o período de luto, a vontade simplesmente desapareceu, conforme ela relatou em entrevista.

Não se arrepende da decisão e mesmo que outros perguntem o que ela fará quando for mais velha, já está bem claro em seu coração que sua vontade é essa. Atualmente ela se relaciona com Matthew, que partilha da mesma opinião.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@ekluther.

Emma não julga seus amigos por ter ou querer ter filhos, mesmo ela não estando de acordo por causa da atual situação do planeta. Eles também não a julgam e respeitam sua decisão, mas nem sempre foi assim. Desde muito nova precisou lidar com algumas opiniões mais brutas sobre seu estilo de vida, sendo chamada de egoísta e infeliz por certas pessoas.

Ela acrescenta que, além de não aumentar a população, se esforça para reciclar, consumir menos produtos, produzir menos lixo e apoiar o comércio local, comprando alimentos orgânicos.

Por escutar sempre de seus amigos o quanto eles gastam com suas famílias, a montanha de lixo que produzem toda semana e o cansaço que acumulam, ela entende que sua decisão foi muito assertiva. Mesmo que a chamem de egoísta, Emma declara que a vida é sua e prefere gastar sua energia fazendo o que pode para ajudar o planeta.


O que acha da reflexão de Emma? Concorda com seu posicionamento?

Comente e compartilhe este texto em suas redes sociais!

MC Kevin morre no Rio após cair do 11º andar de hotel na Barra da Tijuca

Artigo Anterior

Filha publica foto de pai cortando a grama de sua mãe. Divorciados há 28 anos, ele ainda é presente!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.