Comportamento

Depois de 9 anos de união, casal se divorcia por marido revelar ser gay. Tornam-se melhores amigos

Mulher decidiu colocar um fim à relação, mas não ficou ressentida. Aceitou a situação e hoje criam os filhos juntos, e não se arrepende de sua decisão!



Quando duas pessoas resolvem iniciar um relacionamento, ainda não se conhecem tão a fundo. A relação e a convivência fazem com que você vá entendendo como o outro se porta, quais são suas preferências, o que pensa e como toma decisões.

Mas existem algumas situações que não deixamos transparecer para a outra parte. Seja por medo, insegurança ou por não querer, uma parte de nós fica apenas para nós mesmos. Não importa quanto tempo dure o relacionamento, há sempre fatos que não mencionamos.

O relato de Ali Anne é exatamente sobre isso. Casada há nove anos, ela não imaginou que seu marido, o homem que amava, fosse homossexual. Aos olhos de muitos, isso pode ser uma condenação e um castigo, mas para ela, que viveu com ele em todos esses anos, foi uma libertação.


Ela conta ao Love Whats Matters que se casou com o homem de seus sonhos. Criaram os filhos e, depois de muito convívio, o divórcio veio, mas o gosto não foi amargo do jeito que muitos imaginam. O casamento terminou, mas eles continuam sendo uma família.

O que ela disse que foi mais difícil era conciliar os valores cristãos com a situação que estavam passando.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@myshadeofbeautiful.

Em 2008, o sonho de casar e ser uma esposa para Kyle, o homem de sua vida, havia se tornado realidade. Ela relata que os primeiros anos de casamento foram difíceis por ser muito jovem – tinha apenas 20 anos –, mas foram amadurecendo e construindo uma linda relação.


O comportamento dos dois era admirado por muitos e, por estarem ativos na igreja, eram exemplos de pessoas apaixonadas e comprometidas.

Depois de cinco anos, resolveram ter filhos. São pais de duas lindas crianças, e no coração de Ali Anne, tudo estava perfeito. Mas não para seu marido. Depois de uns anos, com a família estabelecida, ele resolveu chamar sua esposa para conversar e lhe contar que é homossexual.

Pela educação religiosa que ambos receberam, sentir atração por pessoas do mesmo sexo era considerado um pecado extremo e, como punição, deveria viver uma vida em completo celibato ou levá-la de maneira heterossexual. Foi o que o marido de Ali fez. Era sua única opção para ser aceito.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@myshadeofbeautiful.


Kyle não aguentava mais o peso, segurou-o por oito anos, mas não estava sendo verdadeiro consigo mesmo, nem com sua família. Ao contar para sua esposa, os dois embarcaram numa jornada, lendo a Bíblia, para que pudessem entender por meio da fé o que significava ser homossexual.

Chegaram à conclusão, depois de muitas pesquisas, que ser gay não era pecado e todos eram bem-vindos à mesa de Jesus.

A partir daí, tudo foi ficando mais fácil para os dois. As opções eram continuar casado ou libertar Kyle dessa amarra, que não o fazia feliz por completo. Em 2017, depois de muito conversarem, ele foi sincero em dizer que não estava feliz, pois queria ter um relacionamento afetivo com homem.

Não era apenas desejo carnal. Ali Anne então aceitou o fato de que seu casamento havia acabado, seu marido precisava sentir a liberdade. E ela também, afinal de contas, não é satisfatório ver quem você ama sofrer todos os dias.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@myshadeofbeautiful.

Ela diz que não foi um processo fácil. Sentiu muita tristeza, porque o homem que ela amava não estaria mais da forma como estava acostumada. Embora sentindo dor, ela também sentia paz.

Passaram-se dois anos do divórcio e a decisão mudou a vida deles completamente de uma maneira muito bonita, segundo Ali. Tornaram-se melhores amigos, lutam juntos pela causa LGBTQ e se redescobriram como seres humanos.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@myshadeofbeautiful.


O lado ruim também aconteceu, perdendo 95% dos amigos e familiares, mas ela diz que estão comprometidos com a verdade, sensibilidade e o poder do amor em suas infinitas formas. Sua história com Kyle é de amor incondicional, amizade, dor, desespero, celebração e libertação.

Conclui dizendo que seus filhos crescerão sabendo que seus pais se amam e amam a família que construíram juntos, mesmo que ela não seja mais tradicional.

O que achou deste caso? Concorda com o posicionamento de Ali Anne?

Comente e compartilhe em suas redes sociais!


Esta noite, Deus ungirá sua vida. Bênçãos de prosperidade o aguardam pela manhã!

Artigo Anterior

Homem perde o casamento da própria filha para estar presente no da enteada. “Tentei fazer o meu melhor”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.