Comportamento

“Eles nunca vão me deixar.” Mãe usa bonecos para substituir filhos que foram morar com o pai

Depois do divórcio, os filhos decidiram ficar com o pai, então essa mulher arranjou nas bonecas o preenchimento ideal para o seu vazio. Confira esta história!



Um processo de separação não é fácil. Pode-se inclusive considerá-lo traumático, na maioria das vezes.

Tanto homens quanto mulheres idealizam o casamento, quando estão dispostos a isso, e terminar algo que foi construído para não acabar é difícil para o psicológico.

Quando o casal se decide pelo divórcio, por si só já é uma situação triste. E se envolve filhos, o processo fica mais doloroso e difícil. Aquele contato diário não será mais possível e, claro, haverá desentendimentos e rupturas.


Uma mãe divorciada não conseguiu lidar com o fato de seus filhos decidirem morar com o pai. A amarga separação (do esposo e dos filhos) a fez tomar uma atitude drástica: ela preencheu seu vazio com bonecas.

Liz Watson, de 42 anos, autodenomina mãe “renascida”. Após o divórcio, seus filhos resolveram morar com o pai e ela se viu sozinha nessa situação. Para ajudar a lidar com a “perda”, revelou ao Daily Mail que gasta milhares de dólares em bonecos que a fazem não se sentir abandonada.

Os modelos são caros, por se assemelharem muito aos bebês. Feitos de vinil e silicone, imitam crianças reais.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mybabybugaboos.


Liz conta que a sensação de perda e vazio intenso nunca tinha sido experimentada dessa forma. Começou a ter sintomas de ansiedade, já que seu tempo era preenchido com as crianças. Viu nos brinquedos a oportunidade de se curar e relata ser uma mãe orgulhosa de nove bonecas recém-nascidas.

A faixa etária dos “bebês” é de até 12 meses, e Liz adapta as idades de acordo com as roupas que vestem.

Cinco meses depois da separação e de seus filhos se mudarem, ela fez sua primeira aquisição, iniciando a coleção que cresce ao longo dos anos.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mybabybugaboos.


Mesmo que algumas pessoas achem a ideia assustadora, Liz descobriu que foi uma ajuda para um período extremamente difícil de sua vida. Deu a ela conforto e alívio, e sente-se bem voltando ao tempo em que seus filhos eram bebês e presentes.

A mãe não sabe ao certo dizer quanto já gastou com suas bonecas, mas o valor médio de cada uma pode variar de R$1.800 a quase R$8 mil, depende do artista que as produz.

Ela dedicou um cômodo inteiro de sua casa às bonecas. O local conta com um berço, guarda-roupas, trocador e prateleiras, onde guarda fraldas, produtos de higiene pessoal e alguns acessórios infantis.

Nesse lugar, Liz encontra paz e conforto, pois relata que entregar seus filhos ao pai foi como se os estivesse doando e que foi uma das decisões mais difíceis que precisou tomar. Todos os dias, parecem a morte, pois ela pensa nos momentos que está perdendo enquanto estão longe.


Esses pensamentos começaram a assombrar a vida de Liz, que desenvolveu sintomas de ansiedade e crises de pânico. Mas tudo foi melhorando à medida que montou o quarto das bonecas. Ela diz que se sente reconfortada, porque relaciona a elas seus sentimentos de mãe.

“Todos os dias, parece a morte. Todos os dias, penso nos momentos que perdi. Isso me assombra.” Ela sabe que não vão crescer, mas não serão tiradas dela. O divórcio não vai afetar sua capacidade de cuidar das bonecas. Elas nunca a deixarão, revela.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mybabybugaboos.

Liz conclui que seu tempo como mãe de bebês acabou, seus filhos ficaram mais velhos e foram morar com o pai. De certa forma, ela gostaria de reviver tudo e achou pertinente ter bonecas que a façam reviver essa parte de sua vida.


O realismo das bonecas é tão incrível, que ela saiu algumas vezes com uma no carrinho, e as pessoas não percebiam que não era um bebê de verdade. Uma vez, passou por uma situação constrangedora num restaurante, onde o atendente a olhou de forma estranha. Só depois ele percebeu que havia uma boneca esparramada no banco da frente do carro.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mybabybugaboos.

Depois desse episódio, evitou sair com as bonecas, a não ser que estivessem em um assento apropriado, como uma criança estaria. Ela se vê como uma colecionadora e não entende o assombro que seu peculiar gosto causa nas pessoas.

E você? O que achou deste caso?


Comente e compartilhe o texto em suas redes sociais!

“Meu marido me traiu com minha mãe.” Mulher tem chocante descoberta após AVC

Artigo Anterior

Executiva refaz currículo listando suas habilidades como mãe trabalhando de casa. Recebeu elogios!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.