Comportamento

Escola edita foto de alunas no anuário do colégio por considerar sua roupa inadequada. Pais se indignam

As alterações foram feitas mesmo em quem atendia aos requisitos do código de vestimenta. Pais alegam que a conduta do colégio não tem sentido. Entenda o caso!



Muitas escolas norte-americanas têm o costume de não usar uniformes, no ensino fundamental e no médio. Diante disso, colocam algumas regras que chamam de código de vestimenta. Os alunos precisam segui-lo à risca, para não serem punidos.

Adolescentes costumam se expressar por meio de suas roupas, pois estão reconhecendo seus estilos e o que preferem. Normalmente o jeito de se vestir muda quando esses jovens percebem o seu lugar no mundo. As escolas têm o papel de alertar sobre alguns estilos, para que não saiam do padronizado.

Porém algumas instituições de ensino são mais rígidas e as regras bem mais duras. Só que a atitude tomada por uma escola dos Estados Unidos gerou polêmica.


Recentemente pais se indignaram com a forma como a instituição resolveu uma situação para eles completamente desnecessária. Mais de 80 alunas tiveram suas fotos editadas para o anuário do colégio. O motivo seriam as roupas, que não estavam de acordo com o seu “código de vestimenta”.

Os pais de Riley O’Keefe indignaram-se com a justificativa. Contaram que a filha estava usando roupas que atendiam aos requisitos da regra, e mesmo assim tiveram de ver a foto dela editada sem sua permissão.

Direitos autorais: reprodução Youtube/First Coast News.

A mãe e a própria Riley concederam uma entrevista ao First Coast News sobre o ocorrido. No vídeo, afirmaram que o mesmo não aconteceu com os meninos. Deram exemplo da equipe de natação do colégio, que tirou a foto usando sungas.


A mãe Sthephanie Fabre foi à escola e perguntou se a roupa que a filha usava estava de acordo com as regras. A resposta foi afirmativa. O que não entendem é por que a instituição mexeu numa foto que não precisava, já que não violava o código de vestimenta da instituição.

Direitos autorais: reprodução Youtube/First Coast News.

Mesmo que o detalhe seja bem pequeno, cobrir o busto das meninas não ajuda e apenas as sexualiza ainda mais. São atitudes que visam desproporcionalmente estudantes do sexo feminino. Os alunos e pais dizem que dezenas estão relatando o mesmo problema, e isso não está sendo solucionado.

Direitos autorais: reprodução Youtube/First Coast News.


Outros pais entrevistados relataram que a escola fez um desserviço colocando os adolescentes como alvos, pois a partir de agora estão sendo incomodados por outros alunos pela edição das fotos. Diante da proporção tomada, a escola está reembolsando os pais que ligam expressando seu descontentamento.

O que achou deste posicionamento escolar?

Comente e compartilhe-o em suas redes sociais!


Solteira e sem filhos, mulher de 40 anos fala sobre pessoas a olharem com pena: “Sou feliz assim”

Artigo Anterior

Homem decide se separar da mãe da sua filha para se tornar um pai melhor: “Eu tive que sair”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.