Comportamento

“Eu luto por ele quando os outros desistem”: mãe de autista faz poderoso relato sobre sua batalha

Ela declara que não se arrepende de seguir seu instinto e se sente privilegiada por ser uma voz para seu filho!



O amor de uma mãe é tão poderoso e intenso, que move e muda toda a atmosfera à sua volta. Por um filho, ela vira leoa, rompendo barreiras e medos, para ser a melhor pessoa para aquela criança.

Os desafios da maternidade são inúmeros, como todos sabemos, porém eles triplicam quando o filho é especial. Se mães já são silenciadas diversas vezes pela sociedade, imaginem-se aquelas cujos filhos necessitam de cuidado intenso e mais atenção?

O silêncio dessas mulheres é sofredor, é uma carga extremamente pesada, pois além das preocupações, atividades, idas obrigatórias ao médico, existe a rotina da criança, em que seus desejos e exigências precisam ser acolhidos de forma especial.

A sociedade pode até aplaudir o esforço delas, mas é de longe; perto, poucos ficam. A falta de apoio é imensa e a responsabilidade ainda mais pesada. Muitas vezes, estão sozinhas nessa empreitada e colocam suas vontades em segundo plano.


Não há uma receita para cuidar dos filhos, mas essas mães se sentem tão perdidas, acuadas e angustiadas por não encontrar uma maneira de solucionar e lidar com as situações que as acometem.

Ainda se sentem cobradas tanto pelos outros como por si mesmas. Carregam a culpa e a dureza dos olhares reprovadores. Lidam com o preconceito em sua pior forma: aquele que é manifestado por causa do seu filho.

Leah Debity, uma mãe guerreira, fez um poderoso relato ao Love What Matters sobre como o peso de ser mãe de uma criança especial recai sobre seus ombros. Disse que, embora se canse de sempre estar na linha de frente da batalha, seu instinto nunca a deixou desistir.


Em suas redes sociais, ela sempre publica suas inquietações, para que outras mães possam se identificar e procurar auxílio em suas palavras.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@leahdebity.

Foi sincera ao declarar que, às vezes, quer que outra pessoa faça seu trabalho, para que ela descanse um pouco. Quer que a sociedade se esforce como ela, para que seu filho tenha o melhor dentro e fora de casa. Deseja que outros lutem pela sua criança, assim como ela luta. Mas a diferença é que, mesmo cansada, ela não desiste. Já o mundo lá fora, faz o contrário.

Continua dizendo que necessita ser a voz de seu filho, para que os outros entendam e o percebam da forma que ela o percebe, que o enxerguem com o mesmo amor dela, para que acreditem nele e o compreendam.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@leahdebity.

Mesmo cansada, precisa fazer tudo isso, porque o mundo não espera ninguém, principalmente crianças especiais. É por isso que ela segue na batalha, pois não haverá outra pessoa que se sacrifique por ele. Relata que, se não fosse ela para defendê-lo, se não buscasse respostas, se não fizesse perguntas, não estariam onde estão hoje.


Leah conclui que, apesar de todas as dificuldades, medos e frustrações que enfrenta, seu filho vale mil por cento a pena.

Gostou da história?

Compartilhe esse grande exemplo de amor através das suas redes sociais!


“Eles têm o poder de escolha”, declara Taís Araújo sobre não expor seus filhos na internet

Artigo Anterior

Pai escreve carta emocionante de gratidão à esposa pelo nascimento do filho: “Nunca poderei retribuir”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.