Comportamento

“Eu não percebia o quanto eu fazia em casa até me divorciar”: mãe faz relato e desabafa após separação

Ela se divorciou e percebeu que o ex-marido fazia tão pouco. O contraste da carga de trabalho era gigantesco!



A reflexão sobre o quanto uma mulher perde energia ao cuidar sozinha de uma casa sempre é necessária, principalmente se ela for casada e tiver filhos. O que deveria ser realmente dividido acaba sobrando mais para a mãe.

Esse padrão não deve ser repetido mais. Já passamos da época em que o famoso “lugar de mulher é na cozinha” era tido como lei. Hoje os adultos que vivem na casa são responsáveis pela manutenção dela, independentemente de serem homens ou mulheres.

Isso vale para a criação dos filhos. Se um casal se dispôs a colocar uma criança no mundo, tanto a mãe quanto o pai são responsáveis por sua educação. Não cabe apenas à mãe ralhar, desgastar-se e brigar.

O pai também precisa ser a voz ativa, colocar a mão na massa e dar tudo de si. Chega de mulheres em estado de estafa, tão cansadas que mal conseguem olhar para si mesmas.

Esse relato é a realidade de milhares de mulheres. A mãe, nesse caso, só percebeu o quanto sua jornada de trabalho em casa era solitária quando se separou. Viu que as coisas ficaram mais leves, a casa mais arrumada, o clima mais agradável.


Ela contou ao site Scary Mommy que, ao divorciar-se, comprou uma pequena casa, contratou serviços de internet, luz, água, gás, montou seus móveis, limpou o quintal. Confessou também que sentiu medo de não conseguir lidar com uma casa, pois nunca tinha morado sozinha.

Mas, ao fazer essa reflexão, percebeu que, mesmo casada, as responsabilidades do lar e criação dos filhos ficavam todas para ela. Então, qual seria a diferença? Mesmo que uma mudança seja estressante, ainda mais com filhos, já que é necessário que eles tenham garantias de segurança, conforto e proteção, ela conseguiu se adaptar e se acomodaram no novo lar.


Enxergou que cuidar de uma casa sem marido é muito mais fácil. O tempo parece dobrar. A casa parece estar mais limpa e arrumada. A mulher não tinha ideia do quanto fazia quando estava casada. Viu que seu ex não aliviava a carga, aliás, ele a triplicava.

Mulheres casadas acabam fazendo mais tarefas domésticas do que os homens. Não é para generalizar, mas a maioria tem esse comportamento. Quantas vezes já vimos homens separando mulheres em “para casar” e “para sair”? As que ficam no grupo “para casar” sempre são as boazinhas, que cozinham, lavam e passam.

Ela ainda conta que, no início, foi muito difícil acreditar que, mesmo com tanta coisa para fazer em uma mudança, os dias eram mais leves, menos ocupados. Estava tão acostumada com a carga pesada, que não se dava conta do quanto era desgastante.

A ausência da bagunça do outro é a parte mais impactante nessa nova rotina, segundo a mulher. Não há mais sapatos no meio do corredor, pilhas de roupas em lugares aleatórios, pratos na pia. Mesmo numa casa com crianças!


É preciso entender que as mulheres não querem carregar o fardo de todas as coisas. Filhos precisam de todo carinho, atenção, cuidado, proteção, e isso já demanda muito tempo. Um adulto precisa ser adulto e não se comportar feito criança.

Qual a sua opinião sobre esse relato? Conhece alguma mulher que passa por essa situação?

Comente e compartilhe este texto em suas redes sociais!


 

Direitos autorais da imagem de capa: Depositphotos.

Professora mostra fotos de sua noiva na escola em que trabalha e é suspensa por 8 meses!

Artigo Anterior

“A opressão do belo chega a ser quase uma tortura”, declara Glória Pires ao assumir fios brancos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.