Comportamento

Fábio Assunção desabafa sobre dependência alcoólica: “A droga mais pesada que conheci”

div classst video creative st reset styleleft 0px position absolute top 0px height 578px width 1140px z index 2147483600div classvideo creative container st reset styleposition relative width 100 he 2

Em uma nova fase da vida, o ator decidiu falar sobre a luta do passado. Conheça mais sobre sua história!



Fábio Assunção, de 49 anos, é um grande exemplo de superação e transformação de vida. Depois de lutar por muitos anos contra vícios e até mesmo virar “meme”, com diversas pessoas transformando sua dependência em piada, o ator deu a volta por cima e constantemente surpreende a todos por seu estado físico, mental e emocional.

Depois de ganhar muito respeito e admiração de grande parte da sociedade, Fábio Assunção foi eleito o “Homem do ano”, na categoria “Personalidade” da revista GQ. O ator deu uma entrevista para comemorar sua vitória, e acabou entrando em assuntos pessoais, incluindo sua jornada com a dependência.

Fábio declarou que a primeira vez em que participou de um grupo de alcoólicos anônimos (AA) tinha 30 anos e se deparou com um fotógrafo no local. O artista disse que não teve a oportunidade de se recuperar de forma privada. Hoje, ele tenta passar a mensagem àqueles que vivem na mesma situação a terem coragem, porque mesmo que sejam ridicularizados e julgados, eles devem valorizar a própria vida.


Abrindo ainda essa parte de sua história, Fábio disse que nunca bebeu no trabalho e não acordava bebendo, mas que acreditava que o álcool era uma alternativa “leve”, apenas para descobrir que, na verdade, é a droga mais pesada que conheceu.

Ele justificou a afirmação dizendo que o álcool causa muitas situações graves, como: acidente, violência doméstica, agressão verbal e arrogância.

O ator acrescenta que algumas pessoas têm sabedoria para beber, mas que de 14% a 16% da população mundial não sabe a horar de parar. No entanto, decidiu oferecer essa oportunidade a si mesmo, e afirmou que está há sete meses sem beber.

Ainda sobre o vício na bebida, ele comentou sobre uma música escrita em 2018, pelo grupo La Furia, que recebeu o seu nome, e satirizava sua luta contra a dependência química. Ele comentou que resolveu seguir o caminho do diálogo, e explicou que fazer piada de uma doença não tem graça, e sugeriu doar a renda dos direitos autorais. Nesse ano, segundo o ator, R$ 50 mil foram acumulados.


Aliado ao abandono do vício, outro fator que tem ajudado Fábio a recuperar sua saúde é a atividade física. Na entrevista, ele diz que os exercícios não dão apenas “barriga trincada”, mas musculatura ao pensamento.

O ator comentou que perdeu 27 quilos em 13 meses, mas que o que mais lhe interessa é o ensinamento que lhe possibilitou essa mudança: é necessário renunciar àquilo de que não precisa.

Pelo perfil do ator no Instagram, é possível acompanhar sua rotina e a grande transformação que tem vivido. Fábio exibe uma expressão mais feliz e grata à vida.

Esse prêmio veio em boa hora, pois precisamos reconhecer as pessoas que realmente se esforçam para ser melhores e para encontrar caminhos mais felizes e saudáveis para si mesmas.


Muito sucesso ao Fábio Assunção sempre!

Meu parceiro não aceita os meus filhos, o que fazer?

Artigo Anterior

Modelo se recusa a pagar conta em encontro e declara: “Os homens têm que ser generosos”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.